Conteúdo principal

dicas

Compartilhe

Perguntas e respostas para produzir e vender chocolates

Hora de tirar suas dúvidas sobre o chocolate na hora de produzir ou preparar receitas para vender

Estamos na época dos chocolates! Com a chegada da Páscoa, muitos empreendedores individuais e autônomos procuram fazer uma renda extra e preparar o cardápio para as encomendas que vão chegando. Tem também produção em família e receitas caseiras para deixar a Páscoa ainda melhor e mais divertida!

No entanto, nem todo mundo sabe como manusear o chocolate corretamente. Ainda, sempre existe aquela dúvida pontual de como fazer o melhor preparo para deixar o produto pronto e com a melhor qualidade.

Pensando nisso, o Blog Assaí separou uma série de perguntas e respostas mais comuns para ajudá-lo(a) a elaborar suas receitas com chocolate e finalizar os pedidos na sua produção artesanal para fazer sucesso na venda de ovos de chocolates, bombons, barras recheadas e muito mais. Confira e atualize-se sobre o assunto com a gente!

 

1 - O que é temperagem?

A temperagem do chocolate é um processo para deixar o chocolate mais bonito, brilhante e saboroso. Nesse processo, ele é derretido e resfriado até que todos os cristais da manteiga de cacau derretam por igual e a massa de chocolate fique menos densa, mais trabalhada e diferenciada. O resultado é um chocolate leve, que derrete na boca, de sabor aveludado.

 

2 - Qual é o melhor jeito de derreter o chocolate?

Para derreter o chocolate da forma correta e ter uma massa de qualidade, você pode fazê-lo a 45°C-50°C em banho-maria ou no micro-ondas. Feito isso, despeje 70% do chocolate sobre uma superfície de mármore ou uma bancada culinária e trabalhe a massa até que ela chegue a 26°C. Quando atingir a temperatura (26°C), devolva o chocolate para o bowl e misture com os 30% que não foram trabalhados.

 

3 - Qual é a diferença entre chocolate fracionado e nobre?

Segundo regras da Anvisa, o chocolate é um produto que resulta da mistura de derivados de cacau com outros ingredientes, contendo, no mínimo, 25% de sólidos totais de cacau.

Nesse caso, os chocolates fracionados possuem menos do que 25% de massa de cacau na composição e podem ter adicionadas outras gorduras, o que os tornam “menos nobres” e com sabor menos próximo do chocolate nobre, que tem grande porcentagem de cacau.

 

4 - Qual é a diferença entre chocolate diet e light?

Em regra, os produtos lights apresentam teor reduzido ou diminuição de algum ingrediente em sua composição, que pode ser açúcar, sódio, gorduras, etc.

Já os produtos diet têm restrição de um ingrediente, seja de açúcar, gordura, sal, glúten, etc. Nesse caso, os chocolates diet são, em sua maioria, sem açúcar, indicados especialmente para pessoas com diabetes ou restrição de açúcar na dieta.

 

5 - É preciso temperar o chocolate para fazer ovos de Páscoa?

É sim! Se você estiver usando um chocolate de boa qualidade, a partir do momento em que ele for derretido a mais de 27°C, a temperagem deve ser feita. Isso serve para deixar a casca do ovo de Páscoa mais brilhante, a quebra mais suave e o sabor na boca mais acentuado e agradável ao paladar.

 

6 - Como preparar o chocolate branco?

O chocolate branco de boa qualidade contém apenas a manteiga de cacau que vem do fruto. De resto, ele é produzido com bastante leite, açúcar e emulsificantes. A temperagem do chocolate branco deve ser feita com a mesma técnica do chocolate com cacau, derretido entre 45°C e 50°C, mas resfriado até os 27ºC.

 

7 - Posso colocar os chocolates na geladeira?

Pode, mas não é o melhor lugar caso você queira vendê-los ou manter a qualidade! O ideal é que os chocolates prontos fiquem em um ambiente com sombra e fresco ou refrigerado entre 18°C e 21°C, no máximo. Ovos de chocolate, bombons e produtos com banho de chocolate seguem a mesma regra.

 

8 - Posso congelar o chocolate para vender?

Sim. Você pode congelar os chocolates prontos no freezer (frost-free, para não entrar em contato com água) e muito bem embalados em sacos herméticos ou cobertos com papel-chumbo – e também congelar chocolate derretido após a temperagem para trabalhar depois (mas o ideal é congelar já pronto). O tempo médio de validade do chocolate congelado é de 6 meses. Depois disso, ele começa a perder o sabor e o aroma, mas há casos em que o produto pronto pode durar até um ano.

 

Dúvidas respondidas? Essas foram algumas dicas essenciais para quem trabalha com chocolates ou quer fazer alguma receita em casa nesta Páscoa e aproveitar ao máximo a produção em casa.

Aproveite que, nesta Páscoa, o Assaí Atacadista está com promoções especiais de chocolates, barras, bombons, itens de confeitaria e ofertas especiais em todos os setores para deixar as suas compras ainda mais em conta.

Qualidade, economia e variedade com muitas delícias esperando por você. Assaí e você, juntos na Páscoa! Confira as promoções em nosso site e venha pulando para cá!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Como preparar o negócio para as vendas de final de ano

Dicas para você inovar no final de ano e vender mais com seu negócio de alimentos

O fim de ano é uma das épocas mais comemoradas e, para os empreendedores do setor de alimentos, é um prato cheio no que diz respeito a vendas! 

Vale se atentar às oportunidades e incorporar novas estratégias para atrair mais clientes e fazer com que o seu negócio se destaque, oferecendo novidades e qualidade no serviço.

Por isso, o Assaí vai dar dicas para você colocar em prática e atrair consumidores durante o Natal e o Réveillon, com ações de vendas e promoções usando criatividade para lucrar neste fim de ano. Confira! 

 

Mudança de cardápio

Uma das principais mudanças para aproveitar o movimento do comércio nessa época é adaptar o cardápio com novas opções e ingredientes que estejam dentro do tema.

Para quem trabalha com vendas por encomendas, é hora de entrar com receitas novas e edições limitadas, a fim de incentivar os consumidores a aumentar o valor de compra (ticket médio) e trazer um tom de exclusividade.

O mesmo vale para restaurantes, bares, lanchonetes, minimercados e vendedores ambulantes: acrescente novas opções ao cardápio e dê destaque aos sabores de Natal e de Ano Novo com promoções e combos para incentivar os pedidos.

 

Oferecer kits de ceia

Essa ideia tem tudo para bombar no final de ano! Que tal trabalhar com kits de ceia para levar praticidade aos clientes e um cardápio inteiramente feito para o dia da confraternização de Natal e de Ano Novo?

Você pode sugerir tamanhos e estilos diferentes de ceia e vender o pacote completo, com pratos, bebidas e sobremesas, ou a versão reduzida. Muitos restaurantes estendem seu cardápio especial de fim de ano para o delivery – e essa é uma ótima sugestão. 

 

Checagem e abastecimento de estoque

Com o aumento de pedidos e reservas, é importante checar sempre o estoque e, durante o final de ano, rever o tamanho das suas compras para que nada falte e você possa atender a todas as demandas com tranquilidade.

Por isso, a dica é ter uma reserva maior de suprimentos nesse período e já adiantar o pedido a fornecedores de ingredientes sazonais, mais difíceis de encontrar, além de reservar um espaço maior para os produtos e para a sua despensa de alimentos.

 

Foque a pré-produção

Para otimizar processos dentro do seu negócio e agilizar os pedidos, uma dica é atentar-se à pré-produção, a fim de adiantar ainda mais as etapas de fabricação dos seus produtos.

Deixe pronto o máximo de coisas que conseguir e utilize geladeira, freezers e espaço no estoque para já deixar tudo guardado e pronto para ser usado durante a produção. Massas de bolos, recheios, temperos, molhos, entre outros, são exemplos de alimentos que já podem ser antecipados na sua pré-produção!

 

Descontos e promoções

Não poderíamos deixar de falar das promoções de fim de ano! É aqui que as campanhas e os saldões de vendas começam, já que muitos consumidores esperam o ano todo para aproveitar os descontos ou também “gastar” o dinheiro como forma de presentear.

Por isso, aproveite esse impulso no comércio para atrair os clientes com ações de vendas especiais, combos e opções diferentes no seu negócio, como embalagens promocionais e sorteios, além de anunciar nos seus canais oficiais todas as novidades. Quem comunica vende melhor!

 

Vendas “pegue e leve”

Também conhecido como “take away”, o modelo de vendas é um “pegue e leve”, em que o cliente retira o pedido na loja ou no ponto de venda e leva para casa. Essa pode ser uma excelente estratégia para quem quer vender sem precisar ter espaço fixo, aglomerar ou como forma de agilizar o atendimento e o fluxo de clientes.

A retirada dos produtos também pode ser agendada, com vendas diretamente por aplicativo de delivery ou pelo WhatsApp. 

 

Aproveite a Black Friday 

E, falando em descontos, a Black Friday é um dos principais acontecimentos do varejo, com ofertas arrasadoras para você vender mais em um curto espaço de tempo. Portanto, não dá para ficar de fora!

Neste ano, a data acontece no dia 26 de novembro, mas você já pode programar a semana inteira com promoções especiais para já aquecer os motores para o fim de ano e vender até o último dia de dezembro.

 

É isso mesmo: as vendas de Natal e Ano Novo vão começar com tudo se você se preparar com antecedência e deixar o seu negócio de alimentos pronto para a alta temporada.

Foque a qualidade do serviço e o bom atendimento para manter os clientes por perto durante 2022 também. Assim, você já começa o ano que vem em um ótimo ritmo e com oportunidades de crescer cada vez mais!

 

Esperamos ter ajudado com essas dicas de negócio incríveis e convidamos você a aproveitar o melhor fim de ano com o Assaí. Vem muita economia e novidades pela frente... não dá para perder. Fique de olho com a gente!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Como identificar as zonas quentes no seu comércio de alimentos

Veja estas dicas de como melhorar o fluxo dentro do seu bazar ou minimercado e chamar mais atenção dos clientes!

Você trabalha com ponto de venda fixo ou possui um comércio de alimentos de autosserviço, como bazar, minimercado ou mercearia? Então vamos ajudá-lo(a) a gerar mais fluxo dentro do seu estabelecimento e a criar zonas quentes para atrair a atenção dos seus clientes!

 

O QUE SÃO ZONAS QUENTES?

Chamamos de zonas quentes os lugares do ponto de venda de maior fluxo e visibilidade, ou seja, onde os consumidores costumam ir com mais frequência para adquirir algum produto ou o local em que se sentem mais incentivados a comprar.

Isso serve tanto para a mercadoria em si quanto para a estratégia que você utiliza na hora de apresentar os alimentos. Sabemos que existem produtos que vendem mais do que outros, como pães, bebidas, produtos de geladeira, carnes, guloseimas, etc.

Contudo, você também pode potencializar a venda de algum item colocando-o em destaque, seja no balcão, com sinalização na loja, melhorando a iluminação ou deixando-o na ponta de gôndola. Assim, você irá criar um ponto focal – que segue o trajeto do cliente e termina em um foco de compra com destaque visual – e gerar uma zona quente no seu comércio de alimentos!

 

COMO LOCALIZAR AS ZONAS QUENTES

Se você ainda não sabe onde estão as zonas quentes do seu negócio, comece estudando o comportamento e os hábitos de compras dos seus clientes. Veja na sua lista ou no estoque os produtos que mais saem. Depois, localize-os dentro da sua loja e identifique a primeira zona quente.

Outra alternativa é perguntar aos seus consumidores quais são os locais da loja de que eles mais gostam, quais gôndolas eles mais visitam ou se eles têm sugestões de melhorias. 

Do mesmo jeito que existem as zonas quentes do ponto de venda, há também as zonas frias, que são os locais menos visitados e com produtos teoricamente “menos desejados”, como itens de limpeza, higiene ou casa e jardim, por exemplo.

Para atrair esses consumidores para determinados locais do PDV (ponto de venda), temos algumas dicas que podem ajudar a estimular o fluxo no seu negócio e gerar boas zonas quentes:

 

  • Melhore a sinalização da sua loja. Indique onde estão as seções do seu comércio de alimentos para que o cliente possa comprar com mais fluidez.

  • Indique promoções e elabore materiais de merchandising para chamar bastante atenção.

  • Melhore a iluminação da loja, principalmente nos locais de menor movimento.

  • Mantenha as gôndolas sempre organizadas, com reposição de produtos em dia.

  • Use datas comemorativas para evidenciar os produtos que tenham a ver com o período (como estratégia de venda).

  • Elabore promoções com “Leve 2, Pague 1” ou combos com “Leve 1 e ganhe 1 brinde”.

  • Cuide sempre da higiene e da limpeza do local para que os clientes tenham vontade de comprar no seu estabelecimento.

  • Instale equipamentos de segurança, como câmeras e alarmes, para proteger tanto a sua loja quanto os seus clientes.

 

Dessa forma, você conseguirá focar mais o conforto e a comodidade de quem compra no seu comércio e estimular ainda mais as vendas de alimentos dentro do ponto de venda.

Gostou das dicas de negócio? Estamos sempre trazendo novidades e conteúdos interessantes por aqui para facilitar o dia a dia na sua casa e também no seu comércio! Continue navegando para saber mais e acompanhe o Assaí Atacadista em todas as redes oficiais. Até a próxima!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Tire todas as suas dúvidas sobre como congelar alimentos

Existem diversas dicas e informações importantes na hora de congelar alimentos que podem ajudá-lo(a) no dia a dia!

Você costuma consumir com frequência alimentos congelados na sua rotina? Além da praticidade no preparo e na preservação dos nutrientes, o congelamento evita desperdícios de frutas, verduras e legumes na sua geladeira ou na cozinha.
Mas ainda existem muitas dúvidas, mitos e verdades sobre esse processo que podem confundir um pouco a cabeça das pessoas. Por isso, resolvemos responder a algumas das perguntas mais frequentes para esclarecer melhor o assunto. Vamos lá?
 

1 - Comida congelada faz mal à saúde?

Vale ressaltar a diferença entre alimentos congelados e produtos de fast-food congelados. Existem hambúrgueres, pizzas e outros congelados prontos para o consumo que podem ser menos saudáveis, mas também há frutas e legumes congelados que são especialmente fabricados para conservar os nutrientes por mais tempo e facilitar o preparo no dia a dia!
 

2 - Quais são as vantagens da comida congelada?

Além de ganhar tempo na cozinha, você consegue estender a validade de frutas e verduras, mantendo a qualidade e até mesmo o sabor. Além disso, o congelamento também ajuda a eliminar possíveis bactérias e propicia menor risco de contaminação em legumes e folhas, por exemplo.
 

3 - Quanto dura um alimento congelado?

Depende de qual tipo de alimento você deseja congelar. Existe uma validade atribuída para cada tipo de comida, que pode variar tanto pela embalagem utilizada quanto pela técnica de congelamento. Veja a duração de alguns exemplos:
● Pães e bolos: até 6 meses
● Frutas e legumes: de 3 a 6 meses
● Peixes e frutos do mar: de 2 a 6 meses
● Aves e carnes cozidas: de 3 a 6 meses
● Aves e carnes cruas: até 12 meses
● Produtos lácteos: até 6 meses
● Massas cozidas: até 3 meses
● Caldos e sopas: de 2 a 3 meses
● Grãos e cereais: até 3 meses
 

4 - Qualquer alimento pode ser congelado?

Sim! Porém, existem alguns alimentos que não são muito recomendados, devido às suas propriedades ou ao efeito causado pelo congelamento. Alimentos com muito óleo, como maionese, por exemplo, podem ter o sabor alterado, já que água e óleo não se misturam. Chantilly também pode ter a textura alterada, além de cremes de leite, iogurtes e lácteos em geral. Frutas e legumes com muita água também podem ficar com um sabor meio insosso: é o caso do pepino, do melão, da melancia, da maçã, da pera, entre outros.
 

5 - Qual é a melhor forma de congelar alimentos?

O jeito mais recomendado é em sacos próprios para freezer e no vácuo total. O vácuo retira todo o ar de dentro da embalagem, evitando que o alimento entre em contato com o oxigênio, o que aumenta sua durabilidade e conservação.
 

6 - Qual é o melhor jeito de descongelar os alimentos?

As maneiras mais indicadas de descongelar os alimentos são: cozinhá-los imediatamente (seja colocando legumes em água fervente e carnes na panela ou no forno) ou deixá-los descongelar naturalmente na geladeira. Se você deixar qualquer produto descongelando em temperatura ambiente, aumentam-se os riscos de contaminação e proliferação de bactérias.
 
Além disso, se você comprar um produto congelado pronto, leia sempre as instruções na embalagem com as recomendações do fabricante, tanto sobre o preparo quanto sobre a conservação dentro e fora do congelador.
 
Gostou das dicas? Agora você pode congelar seus alimentos com mais tranquilidade e comentar com seus amigos ou familiares sobre o assunto para deixar todo mundo muito bem informado! Fique de olho no nosso Blog, porque sempre há novidades para você!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

5 presentes virtuais para surpreender no amigo-secreto!

Com o distanciamento social e as comemorações de final de ano, existem opções diferentes para quem quer presentear de forma segura o seu amigo secreto!

Já comprou o seu presente de amigo-secreto? Neste ano, a maneira de consumir no dia a dia mudou bastante, muito por conta do período de isolamento e das novas medidas de segurança necessárias para não colocar a saúde de ninguém em risco.

Apesar disso, vários eventos e comemorações tiveram de se readaptar para que pudessem continuar sendo realizados e o amigo-secreto (ou “amigo-oculto”) é um deles!

Um encontro que já é tradição no círculo de amigos e nos grupos de trabalho com a troca de presentes anônima: ninguém sabe de quem receberá o presente e a revelação do “amigo secreto” é feita só na hora.

Mas como sair pelas ruas em busca de um presente se estamos em um momento delicado e que exige o máximo de cuidado? Uma das melhores soluções é buscar alternativas na internet e surpreender com um mimo virtual!

Atualmente, existem várias possibilidades online para você inovar e conseguir comprar algo a tempo – ou até mesmo escolher que a entrega seja feita em um endereço específico para que você nem precise sair de casa.

E, para ajudá-lo(a) na saga do amigo-secreto da família ou da sua empresa, vamos dar dicas de presentes virtuais que podem ser uma ótima solução nos dias de hoje. Confira! 

 

COMIDA POR DELIVERY

Um mimo como esse é o que todo mundo gosta! Existem muitos pequenos e micronegócios especializados em vendas por encomendas que oferecem opções de alimentos para dar de presente.

Uma cesta de pães caseiros, cervejas artesanais ou doces gourmet, por exemplo, podem ser uma ótima pedida. Além disso, os aplicativos de delivery com entrega rápida também funcionam muito bem para você aproveitar a hora que quiser.

 

CARTÃO-PRESENTE ONLINE

Se o seu amigo secreto é uma incógnita e você não sabe exatamente que tipo de coisa ele mais gosta, uma saída é pesquisar lojas que possuem cartão-presente online. Um coringa para você que não tem muito tempo ou conhece pouco a personalidade do seu amigo secreto.

Os cartões-presente funcionam em diversos setores e podem ser usados de forma rápida e segura. Existem tanto em plataformas de jogos como também em sites de vestuário, alimentação, decoração, perfumaria e muito mais.

 

ÁLBUM DE FOTOS ONLINE

Por outro lado, se você conhece muito bem o seu amigo secreto e já compartilhou momentos únicos ao lado dele, que tal fazer um álbum de fotos incrível e surpreendê-lo com essas memórias?

Existem sites próprios para isso e muitos deles são até gratuitos (como o Flipsnack). Você pode dedicar todo o seu carinho e o seu tempo na montagem de um álbum virtual supercharmoso. Serve muito bem como ideia para o amigo-secreto da família ou do seu círculo de amigos próximos.

 

MAPA ESTELAR PERSONALIZADO

Agora, se você quiser surpreender mesmo no presente, então temos uma sugestão mais mística. Você pode fazer o mapa estelar do seu amigo secreto para ver o que o Cosmos tem guardado para ele nos próximos anos.

Muitas pessoas gostam desse tipo de assunto e são mais ligadas à parte astrológica, portanto, trata-se de uma alternativa e tanto para quem quer presentear de forma criativa e personalizada.

 

UMA PLAYLIST ESPECIAL

Uma boa trilha sonora faz parte de qualquer experiência marcante. Por isso, você pode montar uma playlist especial que tenha a cara do seu amigo secreto.

Algo que tenha a ver com o estilo dele, com as referências que ele gosta de seguir ou ainda com as tendências dentro do gênero musical que ele ouve. Você pode usar qualquer site de streaming de música e elaborar uma lista de hits para ele poder ouvir quando quiser e onde estiver. Legal, né?

 

Essas são opções diferentes do que você está acostumado a ver, mas a ideia é justamente essa! Além disso, você pode combinar alguns desses itens para tornar o presente ainda mais especial, juntando um cartão-presente com um álbum de fotos, por exemplo.

Vale toda boa intenção para fazer bonito no amigo-secreto e aproveitar as opções virtuais para não ficar de fora da brincadeira.

Se você gostou das nossas dicas, continue ligado no Blog Assaí para mais notícias e novidades no seu dia a dia. Assunto é o que não falta por aqui. Fique com a gente!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Dicas de cozinha para quem mora sozinho

Se você é solteiro(a) ou precisa cozinhar somente para você, vamos dar dicas de cozinha valiosas para se alimentar com qualidade, rapidez e muito sabor!

Solteiro(a) ou não, tem quem precise cozinhar para si mesmo(a) em casa. Pensando em você, separamos algumas dicas de cozinha para facilitar o preparo de receitas no seu dia a dia, dando mais ânimo na hora de pôr a mão na massa!

Além de “dar trabalho”, cozinhar requer paciência e capricho para que tudo saia bem e fique saboroso, sem pôr em risco a sua saúde e o local onde você mora. Muitas vezes, bate aquela preguiça de ir para a cozinha e o delivery é a única salvação, não é mesmo?

Mas estamos aqui para desmistificar esse assunto e mostrar as vantagens de cozinhar para si mesmo (a) em casa, principalmente neste período de isolamento social, em que muitas pessoas retomaram velhos hábitos, buscaram aprender mais e reacenderam aquela vontade de cozinhar.

Essa pode ser uma tarefa descomplicada para que você não fique em apuros ou desista de se alimentar com qualidade, começando desde a seleção de ingredientes até a forma de prepará-los.

 

PRIMEIRO, OS ALIMENTOS

Vale a pena falar da importância de escolher o que você come, por isso, selecione os alimentos de que você gosta, mas também priorize os que tenham propriedades nutritivas ou sejam fáceis de preparar para facilitar a sua jornada sozinho(a) na cozinha.

Deixe para os dias de semana as opções mais leves e guarde para o final de semana algo mais pesado ou o momento de “extrapolar”. Ingredientes como carnes, legumes, ervas, ovos e manteiga não podem faltar. Esses são, geralmente, a base das principais receitas que conhecemos.

 

CONTROLE A DESPENSA

Aqui entram as compras do mês ou da semana, com um planejamento rápido pensando no que você mais precisa ou deseja consumir. Lembre-se de não comprar nada em excesso, pois quem mora só sabe que é muito fácil estragar comida na geladeira, não é verdade?

Se tem alguma receita especial que você queira experimentar, vá fundo: coloque os ingredientes na cestinha. Mas se não esqueça do básico, daquilo que é usado no dia a dia e dos insumos que você usa para preparar receitas com as quais já esteja acostumado.  

Calcule a quantidade certa de que você precisa e, semanalmente, faça um checkup rápido na geladeira e na despensa vendo se algo passou da validade ou acabou antes do que você imaginava. Esse é um hábito que pode ser mais difícil no começo, mas depois você pega o jeito e nem sente.

RECEITAS RÁPIDAS E FÁCEIS

Um omelete no café da manhã, um macarrão à bolonhesa no almoço e, no jantar, um estrogonofe de frango. Existem algumas receitas que exigem menos ingredientes e menor tempo de preparo para que você possa fazer sozinho(a) sem interromper muito a sua rotina.

Outras dicas são aquelas receitas que só precisam de uma panela para serem preparadas, evitando o excesso de louça na pia no seu pós-refeição. Você pode fazê-las em porções individuais para comer um prato sempre fresco e delicioso.

Algumas dessas receitas são: macarrão à putanesca, risoto de cogumelos, cuscuz, baião de dois, sopa de legumes, arroz com frango, macarrão ao alho e óleo e muitos outras.

 

UTENSÍLIOS INCRÍVEIS

Se você mora sozinho, vale a pena ter utensílios e aparelhos de cozinha que agilizem ainda mais o preparo das suas receitas. Em vez de fritar batatas em óleo quente e sujar panela e fogão, que tal fazê-las na fritadeira sem óleo?

Da mesma forma, utensílios como batedeiras, processadores, mixers, liquidificadores e até máquinas de pão e bolo são muito mais práticos. Atualmente, há muitos aparelhos que podem ajudá-lo(a) a deixar qualquer prato mais prático, com a mesma qualidade e o mesmo sabor.

 

REAPROVEITAMENTO

Às vezes, você quer tanto uma receita que acaba preparando um pouco a mais do que imaginava e essa sobra corre o risco de ficar na geladeira por muito, mas muito tempo.

E, para não correr esse risco e ainda aprender a reaproveitar o que você já preparou, vale a pena pesquisar alguma receita que possa ser complementada com essas sobras, como um arroz de forno, uma torta com recheio de frango e legumes, entre outras.

CONGELAR ALIMENTOS

Essa talvez seja a dica mais valiosa para quem mora só e quer se organizar para cozinhar no dia a dia sem ter dor de cabeça. O freezer será o seu melhor aliado no combate ao desperdício e à preguiça!

Se você não estiver muito a fim de cozinhar, retire do congelador alimentos pré-prontos que você tenha deixado ali durante a semana (como feijão cozido ou uma carne com batatas ao forno), pois já será meio caminho andado.

Você pode até montar o seu cardápio em cima disso e ainda deixar marmitas à sua espera no freezer, com tudo preparado, de forma que é só aquecer no micro-ondas ou no forno e aproveitar.

 

Tem solução para tudo! Por isso, acreditamos que, com essas dicas, você consiga se alimentar melhor, mesmo morando sozinho, e agilizar todo o processo na cozinha sem se estressar.

Retome o gosto por cozinhar e faça esse favor por você mesmo(a) no dia a dia! Gostou? Continue lendo o Blog Assaí para mais conteúdos exclusivos que têm tudo a ver com o seu dia a dia. Até mais!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Seja você o chef! Aprenda algumas técnicas para cozinhar

Flambar. Saltear. Marinar. Conhecer algumas dessas técnicas para cozinhar vão ajudá-lo a preparar a maioria das receitas com mais facilidade

Ao passar os olhos por uma receita e se deparar com o nome de algumas técnicas para cozinhar, é possível que você fique até assustado. Mas saiba que, apesar de algumas serem um pouco mais avançadas, com conhecimento e prática, elas podem ser feitas em casa mesmo.

COMO FLAMBAR

Talvez essa seja uma das técnicas para cozinhar mais impressionantes. Provavelmente, você já teve ter visto, seja em um filme ou um vídeo, o chef pegar uma frigideira e chamas subirem dela. Esse processo é usado para adicionar alguma bebida alcoólica à receita e fazer com que o álcool evapore, deixando apenas o sabor. Vamos supor que você está fritando carne e deseja um gostinho de vinho nela.

Para que sua receita não fique com gosto alcoólico, será preciso virar um pouco a frigideira e deixar que a chama do fogão acenda o vinho que você colocou. Mas tome muito cuidado: dependendo da quantidade de bebida utilizada, maior será a chama. Não se esqueça de afastar o rosto do fogão quando for flambar algo.

COMO SALTEAR

Essa técnica vai exigir um pouco mais de prática e uma frigideira com bordas mais altas para ser realizada – isso vai evitar que você suje o fogão tentando realizá-la. Saltear é quando você cozinha alimentos em fogo médio para alto, a fim de que eles ganhem uma casquinha crocante e cozinhem por dentro. Para saltear, você precisa colocar sua frigideira com bordas no fogo alto e esperá-la esquentar. Depois, adicione algum óleo ou gordura à sua escolha e deixe aquecer por 30 segundos em fogo médio para alto.

Passado esse tempo, coloque os alimentos que serão salteados. Agora é que vem a parte que exige prática: você precisará ficar movimentando a frigideira com movimentos horizontais de “vai e vem”. Repita esse processo por entre três e cinco minutos até que os alimentos dourem ou ganhem um tom amarronzado.

COMO REDUZIR

Quando uma receita pede que você deixe algo reduzir, significa que o ingrediente deve ser fervido para que fique mais espesso. Geralmente, esse processo é usado para preparar molhos e caldos à base de ingredientes mais saborosos. Quando fizer uma redução, você pode aproveitar para utilizar alguns temperos para deixar a sua receita mais saborosa.

Mas fique atento: reduzir é uma técnica para cozinhar diferente de engrossar, que é o ato de adicionar algum tipo de farinha, o que faz com que o caldo fique mais espesso.

COMO MARINAR

Essa é uma técnica usada para fazer com que os alimentos peguem mais sabor dos temperos. Para preparar uma marinada, você precisará de alguns produtos ácidos, (como vinagre, vinho ou limão espremido), algumas ervas aromáticas ou temperos à sua escolha e alguns vegetais frescos picados (como cebola, alho e cenoura). Faça uma mistura desses ingredientes. Em uma assadeira, coloque a carne que será marinada e despeje essa mistura sobre ela. Se necessário, use as mãos para que o tempero pegue na peça toda.

Guarde a assadeira na geladeira e deixe descansar por entre 12 e 24 horas antes de levar a carne ao forno.

Dica: as carnes brancas, como frango e peixe, combinam mais com vinho branco, já as carnes vermelhas ficam melhores com vinho tinto. As carnes suínas, por sua vez, combinam mais com frutas cítricas, como laranja ou limão.

Quer acompanhar outras dicas de cozinha? Então fique sempre de olho no Blog Assaí para estar por dentro das melhores dicas e novidades para o seu dia a dia!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Conheça os 5 erros mais comuns na hora de cozinhar e evite-os!

Não ler a receita completa antes de começar a cozinhar e errar na hora de colocar o tempero são alguns dos equívocos mais comuns na cozinha. Confira!

Seja por pressa, por falta de conhecimento ou até mesmo por preguiça, é comum que as pessoas cometam alguns erros ao cozinhar, sejam elas novatas ou experientes. No fim, a falta de cuidado com a receita pode resultar em um prato diferente daquele que você queria fazer.

Para evitar essa possível frustração, separamos aqui 5 dicas essenciais para prevenir erros comuns cometidos na cozinha.

PRINCIPAIS ERROS AO COZINHAR

1. NÃO LER A RECEITA INTEIRA ANTES DE COZINHAR

Um dos principais erros ao cozinhar é ficar empolgado para colocar as mãos na massa e, assim, não ler a receita inteira antes de começar a cozinhar. Ler todas as informações sobre o prato antes de começar a fazê-lo é essencial por vários fatores. Destaque para dois deles:

  • Nem sempre a receita está escrita na ordem correta. Assim, você pode deixar de fazer algum passo que seria importante para garantir o sucesso do preparo.
  • Durante a receita, podem surgir ingredientes e equipamentos que você não tem naquele momento e, assim, o preparo pode ir por água abaixo.

Sempre leia as receitas antes de cozinhar

2. NÃO EXPERIMENTAR OS ALIMENTOS DURANTE A COCÇÃO

Se você não experimenta o que está cozinhando, é possível que você “erre a mão” no tempero dos pratos, deixando-os muito salgados ou insossos. Por mais que você siga à risca a receita que está no papel, é essencial provar os alimentos durante todas as etapas da preparação. Assim, você consegue ajustar falhas simples de maneira rápida e eficaz, de forma a complementar os temperos e ajustar a cocção dos alimentos, garantindo que fiquem no ponto ideal.

3. NÃO USAR OS EQUIPAMENTOS ADEQUADOS

Existe uma infinidade de equipamentos para te ajudar a cozinhar uma receita gostosa, então... use-os de forma adequada! Preste atenção a todos os itens que você vai usar durante o processo de cozinhar: desde a tábua de corte, passando pelas facas, panelas, frigideiras e assadeiras, até os eletrodomésticos – como liquidificadores, batedeiras e processadores –, entre outros. Para acertar em cheio na receita, confira quais são os equipamentos mais adequados para fazer o seu prato.

Confira, por exemplo, se o tamanho da panela é adequado e se os ingredientes não ficarão “apertados” nela durante a cocção. Veja se a faca está “com fio” e se é o modelo mais indicado para a receita que você está preparando.

4. NÃO ORGANIZAR A COZINHA – E OS INGREDIENTES – ANTES DE COZINHAR

Trabalhar em uma cozinha desorganizada tornará o preparo das refeições menos eficiente, mais demorado e, ainda, pode até causar alteração de sabores e contaminação. Por isso, deixe a pia de louças livre, organize a sua mesa de apoio para começar a fazer os preparos e mantenha por perto uma tigela na qual você poderá descartar as partes dos alimentos que não serão utilizados.

Com isso feito, também separe e organize os ingredientes e os equipamentos que você vai utilizar durante o preparo da receita. Já deixe os ingredientes cortados e preparados da maneira que eles serão utilizados na receita. Caso a receita peça uma cebola picada, já faça isso de antemão.

5.  NÃO CUIDAR DA HIGIENE

Cuidar da higiene significa: cozinhar em um local limpo e bem higienizado, estar com as mãos bem lavadas e com os cabelos presos e, também, garantir que os ingredientes e equipamentos que serão utilizados no preparo das receitas estejam adequadamente limpos. Caso você use legumes, vegetais e/ou frutas no preparo do prato, lave-os com bastante cuidado e atenção.

E então, gostou das nossas dicas para evitar os principais erros ao cozinhar? Então fique sempre de olho no Blog Assaí para estar por dentro das melhores dicas e novidades para o seu dia a dia!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Aprenda a fazer 4 receitas tradicionais com menos gordura e sem açúcar

Saiba como substituir os ingredientes e garanta refeições mais saudáveis e nutritivas sem deixar o sabor de lado!

A preocupação com a alimentação saudável está cada vez mais presente na vida dos brasileiros e é uma grande tendência para os próximos anos. Segundo um relatório de consumo feito pela Euromonitor e divulgado pela EXAME em 2019, o mercado de alimentação saudável e itens relacionados ao bem-estar cresceu 98% no Brasil.

Pensando nesse cenário, selecionamos para você 4 receitas deliciosas (2 salgadas e 2 doces) que já fazem muito sucesso por aqui, mas em uma versão mais saudável. Com menos açúcar e gorduras em seu preparo, elas podem ser uma ótima opção para você experimentar no seu dia a dia, garantindo pratos saborosos, mas sem descuidar da saúde. Veja e se inspire!

RECEITAS COM MENOS GORDURA E SEM AÇÚCAR

HAMBÚRGUER RICO EM FIBRAS

Ingredientes:

  • 400 g de carne magra moída (patinho)
  • 1 clara de ovo
  • 1 colher (sopa) de semente de chia
  • 1 colher (sobremesa) de farinha de linhaça (ou quinoa em flocos)
  • ½ cebola média em cubinhos
  • ¼ de xícara (chá) de salsa picada
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Rendimento: 4 hambúrgueres  

Modo de Preparo

  1. Em uma tigela, acrescente todos os ingredientes e misture com as mãos até que eles estejam bem incorporados, obtendo um bolo de carne homogêneo.
  2. Divida a mistura em 4 partes iguais e molde no formato de hambúrguer. Se necessário, deixe na geladeira para firmar.
  3. Coloque os hambúrgueres em uma fôrma e leve ao forno ou frite-os em uma frigideira antiaderente, preferencialmente sem utilizar óleo.

STROGONOFF LIGHT

Ingredientes:

  • 400 g de carne cortada em tiras finas (alcatra, mignon ou patinho)
  • 2 tomates
  • 1 cebola média
  • 3 colheres (sopa) de iogurte natural desnatado
  • 3 colheres (sopa) de requeijão light
  • Sal a gosto
  • Óleo de coco a gosto para dourar/refogar as cebolas

Rendimento: 2 porções grandes

Modo de Preparo:

  1. Corte a cebola em cubinhos e refogue-a em uma frigideira com um pouco de óleo de coco.
  2. Acrescente o tomate picado na frigideira e mexa devagar até que ele solte água.
  3. Acrescente na frigideira a carne previamente cortada e tampe-a para cozinhar.
  4. Quando a carne já estiver cozida, se necessário, acrescente um pouco de água para que o strogonoff não grude na panela.
  5. Ao final, acrescente o requeijão light e, depois, as colheres de iogurte. Mexa tudo até incorporar, desligue e sirva.

Strogonoff light

BRIGADEIRO SEM AÇÚCAR

Ingredientes:

  • 200 g (1 xícara) de leite de coco
  • 12 g (2 colheres de sopa) de cacau em pó
  • 25 g (2 colheres de sopa) de adoçante xilitol ou eritritol
  • Coco em pó, sem açúcar, para usar como “granulado”

Rendimento: 10 brigadeiros

Modo de Preparo:

  1. Em uma panela, acrescente o leite de coco, o cacau em pó e o adoçante escolhido para a receita.
  2. Mexa bem, em fogo médio, até a massa ficar em uma consistência um pouco mais firme.
  3. Desligue o fogo e transfira a receita para outro recipiente.
  4. Para servir, se desejar fazer brigadeiros em bolinha, você pode usar coco em pó, sem açúcar, como granulado. Ou, se preferir, sirva em pequenos potinhos.

PUDIM DE BANANA

Ingredientes:

  • 3 bananas
  • 300 ml de leite (pode ser leite vegetal, desnatado ou sem lactose)
  • 1 sachê de gelatina sem cor e sabor
  • 3 colheres (sopa) de água quente

Modo de Preparo:

  1. Asse as bananas com casca no forno a 150ºC até que a casca esteja assada e preta por fora.
  2. Desligue o forno. Com cuidado, abra as cascas da banana e retire a polpa.
  3. Coloque no liquidificador a polpa das bananas e o leite. Bata até formar um creme.
  4. Hidrate a gelatina com 3 colheres de sopa de água quente e misture ao creme.
  5. Bata a mistura mais um pouco para garantir que ela fique homogênea.
  6. Coloque em uma fôrma de pudim ou em pequenas forminhas e leve à geladeira até endurecer.

E então, gostou das nossas dicas de receitas saudáveis para adicionar ao seu dia a dia? Qual é a sua preferida? Fique sempre de olho no Blog Assaí para estar por dentro das melhores dicas, receitas e novidades para a sua rotina!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Saúde em alta: o brasileiro está consumindo mais alimentos saudáveis

Hábitos alimentares mais saudáveis conquistam cada vez mais adeptos. E você, faz parte desse público?

Manter a saúde em dia é um cuidado contínuo e que passa por diversas áreas da vida. Boas noites de sono, atividades físicas, momentos de lazer e atenção com a saúde mental fazem parte desses cuidados tão importantes. Ainda, consumir alimentos saudáveis é fundamental para ajudar a manter o organismo equilibrado, disposto e cheio de energia. E, nesse quesito, o brasileiro está cada vez melhor.

Segundo uma pesquisa realizada pela Produce Marketing Association (PMA) e divulgada pelo portal Organics News em 2019, o brasileiro tem investido em cafés da manhã e almoços mais saudáveis, práticos e nutritivos. As idas aos fast foods e o consumo exagerado de biscoitos têm sido substituídos por porções de frutas e vegetais no café da manhã. Já no almoço, é cada vez maior a busca por locais que sirvam refeições mais caseiras, como os restaurantes por quilo.

A atenção redobrada fica para o período da tarde e da noite, em que o consumo de alimentos saudáveis costuma ser deixado de lado e há uma maior busca por lanches rápidos e nem sempre nutritivos. Para evitar isso, mantenha o cuidado com todas as refeições do seu dia, tentando garantir uma dieta equilibrada e adequada para a sua saúde sempre que possível. Como fazer isso? Vamos te mostrar!  

Brasileiro está consumindo mais alimentos saudáveis

RECOMENDAÇÃO DA OMS PARA O CONSUMO DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS

Para saber se você está consumindo a recomendação diária adequada de frutas, verduras e hortaliças na sua rotina, uma dica é conhecer e seguir a orientação dada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que orienta que sejam ingeridos 400 g – medida equivalente a cinco porções diárias – destes alimentos saudáveis por pelo menos cinco dias da semana.

Fara facilitar e estimular ainda mais a alimentação saudável, existem algumas atitudes que você pode aderir ao seu dia a dia. Por exemplo:

  • Tenha sempre com você alimentos saudáveis para quando bater aquela fome inesperada. Frutas, sucos e lanches naturais são ótimas opções para evitar o consumo de “besteiras” ao longo do dia.
  • Busque substitutos mais saudáveis na hora das suas refeições. Se você puder trocar a farinha branca pela integral, por exemplo, já estará demonstrando um cuidado extra com a sua saúde. Na hora de comer uma salada, que tal escolher um molho menos calórico? O mesmo vale para o consumo de massas e carnes.
  • Investir em ingredientes orgânicos também é uma boa opção para quem está em busca de melhorar a qualidade da sua saúde. De quebra, fortalece a economia e a produção de alimentos locais.
  • Planeje e cozinhe. Quando você mesmo prepara as suas refeições, sabe exatamente o que está consumindo. Ainda, planejar o “cardápio da semana” vai ajudar a economizar dinheiro, planejar as compras e evitar o gasto com lanches não saudáveis. Ou seja: você só sai ganhando!
  • Diminua o consumo de alimentos processados, optando, sempre que possível, por ingredientes naturais. O lema “desembrulhe menos e descasque mais” pode começar a fazer parte da sua rotina.
  • Por fim: lembre-se de que a base da sua alimentação deve ser composta por produtos naturais ou minimamente processados.

Agora que você já sabe qual é a recomendação diária de consumo de frutas, verduras e hortaliças, que tal aderir a essas dicas e garantir uma alimentação mais saudável? Gostou das nossas dicas? Aproveite e fique sempre de olho no Blog Assaí para estar por dentro das melhores dicas, receitas e novidades para o seu dia a dia!

Você também pode
gostar de:

Páginas

Subscrever RSS - dicas