Conteúdo principal

Assaí

Compartilhe

Passeios saborosos em que a gastronomia é atração

Conheça três roteiros brasileiros imperdíveis em que a gastronomia é atração para viajantes que querem experimentar os típicos sabores regionais

Uma estrada no sul da Bahia rodeada de fazendas produtoras de cacau. Um imenso parque nacional em Minas Gerais que dá nome à região produtora de um dos queijos mais famosos do Brasil. Uma rota pelas cidades do norte do Paraná regada a café e lindos cenários.

Os três destinos podem não ter uma relação geográfica muito próxima, mas todos têm sua história e sua cultura intimamente ligadas à gastronomia. Como aperitivo, separamos uma pequena amostra do que esses roteiros gastronômicos tipicamente brasileiros reservam para os turistas.

A FANTÁSTICA ESTRADA DO CHOCOLATE

Por si só, a estrada que une os municípios baianos de Ilhéus e Uruçuca já teria atrativos suficientes para encantar visitantes em busca de visuais paradisíacos. Um roteiro turístico recém-inaugurado, porém, incluiu mais diversos outros motivos para que turistas se aventurem pela região sul da Bahia.

Estabelecido ao longo de 35 km emoldurados pela Mata Atlântica com rios, cachoeiras e áreas de preservação ambiental, o projeto batizado de Estrada do Chocolate reúne diversas fazendas de cacau e permite que o visitante descubra um rico acervo histórico, acompanhe as etapas da produção, que transforma o fruto em chocolate, e ainda desfrute de cenários imortalizados nas obras de Jorge Amado.

Implementado oficialmente no final de 2017, o roteiro turístico ainda dá seus primeiros passos nos trabalhos de mapeamento dos atrativos e ações de promoção e comercialização, mas já permite que os turistas desbravem a região com o olhar voltado para a tradicional cultura do cacau.

As antigas fazendas abrem suas porteiras e exibem mobiliários coloniais típicos da época dos coronéis e instalações – como estufas e barcaças – utilizadas ao longo dos anos no processo de produção de cacau.

Uma das paradas imperdíveis incluída na rota é a Fazenda Provisão, que impressiona pela beleza, com o Rio Almada margeando a casa principal e a Mata Atlântica envolvendo o cenário. No entanto, a propriedade também chama a atenção pelos detalhes históricos.

O proprietário da fazenda, Albino Machado Novaes, falou sobre algumas das atrações mais populares entre os visitantes. "A capelinha construída pelo Coronel Domingos Adami no início do século passado – ele foi, além do primeiro proprietário da fazenda, o primeiro Intendente da cidade de Ilhéus – é um grande atrativo.

As roças de cacau, as instalações relacionadas ao seu beneficiamento e outras instalações da fazenda também chamam muito a atenção. Mas o melhor de tudo é conhecer a nossa história. Ter histórias para contar torna a experiência muito mais enriquecedora”, resume Novaes.

QUEIJINHO BEM BOM

Não é segredo para ninguém que, em Minas, queijo é assunto muito sério. Famoso por abrigar diversas regiões produtoras da iguaria, o estado se destaca principalmente pelo queijo canastra, produzido na Serra da Canastra e que já ganhou o título de patrimônio cultural imaterial brasileiro pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Localizada no sudoeste de Minas Gerais, a Serra da Canastra conta hoje com mais de 60 fazendas produtoras nos 7 municípios que compõem a região e que detêm a exclusividade da produção desse tipo de queijo.

Quem pretende visitar esse recanto mineiro deve ter em conta que o passeio pelo Parque Nacional da Serra da Canastra é indispensável.

Com uma área estimada em cerca de 70 mil hectares, a atração reúne opções diversas, incluindo a nascente do Rio São Francisco e a retumbante cachoeira Casca D’Anta e sua queda de 186 metros.

A natureza sempre foi o principal atrativo da Serra da Canastra, mas, nos últimos anos, muitos turistas passaram a visitar o local também para conhecer mais a história do queijo.

Gerente-executivo da Aprocan (Associação dos Produtores do Queijo Canastra) e produtor, Paulo Henrique de Almeida estima que 50% das pessoas que visitam a região atualmente têm interesse nos queijos.

Ele conta que é possível conhecer as fazendas, acompanhar a produção e participar de degustações e refeições, um roteiro que remonta à tradição e a identidade mineira. “O queijo canastra é um fator cultural do estado de Minas. Ele representa nossa identidade, nosso conhecimento empírico e nossa alma.

Ajuda a compor essa multiplicidade cultural que existe em Minas Gerais, em que, em um mesmo município, existem variações de sotaque, de formas de dança e manifestações gastronômicas”, completa.

Entre as diversas fazendas que compõem a “rota do queijo canastra”, destaca-se a Capim Canastra. Administrada pelo veterinário Guilherme Ferreira na área que foi comprada pela família há mais de 30 anos, a propriedade recebe aproximadamente 1.200 visitantes por ano, conta com uma caverna de maturação e oferece visitas a todos os processos de produção do queijo, além de almoços, degustações, cursos e eventos.

CHEIRO DE CAFÉ

A terra roxa, o solo fértil e as chuvas regulares garantem condições ideais para a produção do café. E são essas características que fazem do norte paranaense uma região famosa por sua cultura cafeeira. Foi por isso que, em 2008, nasceu a Rota do Café, um passeio turístico desenvolvido por empreendedores e pessoas ligadas ao grão, que envolve 7 cidades e conta com mais de 15 atrações, entre museus, fazendas, cafeterias e agroindústrias.

Segundo Cornélia Gamerschlag, presidente da Associação Rota do Café, o passeio é divertido e extremamente informativo. “O interessante dos roteiros da Rota do Café é que a temática é abordada por vários ângulos.

Temos a parte histórica, com uma visita guiada pelos museus. Também temos a produção, com as experiências práticas nas lavouras e sensoriais por meio das oficinas de torra, extrações e degustação conduzidas por baristas. O turista sempre volta para casa com algum aprendizado novo”, comemora.

Já inclua esses roteiros gastronômicos na sua viagem e aproveite cada pedacinho das cidades. Continue lendo o Blog Assaí Novos Negócios e tenha sempre uma dica de onde ir. Estar com você. Esse é o nosso negócio.

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Cuidados com os pés durante o outono

Descubra o motivo pelo qual você precisa começar a cuidar dos seus pés agora!

Seus pés estão prontos para a estação? Nós, do Blog Assaí Bons Negócios, vamos falar sobre os cuidados essenciais para os pés durante o outono. Acompanhe estas 6 dicas muito importantes de higiene e hidratação para manter a saúde da pele de um jeito especial!

1 - Lave bem seus pés

Lavar os pés é um fator muito importante para mantê-los saudáveis. Utilize uma esponja e lave entre os dedos e também as unhas. Outra etapa essencial é a secagem dos seus pés. Lembre-se de que ambientes úmidos são mais propícios a bactérias e fungos. Por isso, é preciso que seus pés estejam bem secos.

2 - Esfoliação
A pele do pé é naturalmente mais resistente. Por isso, a esfoliação é um dos principais cuidados com os pés durante o outono. Por meio de uma esfoliação, você removerá as células mortas.

3 - Hidratação
Um dos principais cuidados com seus pés durante o outono (e que poderá ser feito após a esfoliação) é a hidratação. Essa etapa é importante porque evita que a pele fique ressecada, descamada ou machucada e ainda previne doenças.

4 - Cuide das suas unhas

É importante cuidar das suas unhas e deixá-las respirar. No caso das mulheres, é essencial evitar o uso contínuo de esmalte. Caso você tenha alguma unha encravada, a melhor opção é ir a um profissional de confiança para evitar maiores danos.

5 - Escolha calçados confortáveis

Lembre-se de que seus pés sustentam o peso do seu corpo e precisam de sapatos mais confortáveis do que bonitos para aguentarem a corrida do dia a dia. Você pode sentir seu grau de conforto ao provar os dois pés na loja antes de comprar o produto. Um sapato confortável também possibilita a ventilação dos pés, para evitar a proliferação de fungos ou micose.

6 - Escolha desodorantes spray com jato seco

Uma ótima escolha para manter seus pés secos e protegidos contra fungos é o Tenys Pé Jato Seco. O produto é um antisséptico e desodorante para os pés e, além de evitar os odores da transpiração, também protege seus pés. Conheça as diferentes versões do Tenys Pé Jato Seco.

Está bem. Já chegou a hora de você entender porque PRECISA cuidar dos seus pés.  Confira no vídeo:

 

Depois de ver tamanha habilidade que seus pés podem ter, você certamente já reconhece a importância de cuidar deles, não é mesmo?

Nas lojas Assaí Atacadista, você encontra o Tenys Pé Jato Seco. Aproveite e economize na loja mais próxima de você: bit.ly/NossasLojasAssaí.

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Diversidade, no GPA, é um assunto levado a sério e colocado em prática

Saiba como o grupo faz sua parte para aplicar a diversidade além do discurso

 O termo diversidade vem ganhando espaço e se tornando pauta permanente de empresas nacionais e internacionais. As diferenças estão, cada vez mais, presentes nos quadros de funcionários e essa multiplicidade no ambiente empresarial combina diferentes ideias, experiências e visões de mundo.

O Grupo Casino, controlador do GPA, das marcas Pão de Açúcar, Extra, Assaí Atacadista, Casas Bahia e Ponto Frio, lançou em 2015 uma carta de compromisso com a diversidade, na qual aponta a preocupação com o desenvolvimento contínuo dos colaboradores, o plano de carreira, a busca por uma heterogeneidade na equipe e o bem-estar como temas relevantes de sua estrutura interna.

Segundo o Relatório Anual e de Sustentabilidade, a empresa teve um crescimento na inclusão e diversidade por meio de engajamento dos colaboradores e pela política interna com o Código de Conduta Moral. O material garante a ética e o respeito à diversidade, sem discriminação de nenhuma natureza - raça, gênero, religião, orientação sexual, característica física, nacionalidade ou nível socioeconômico.

Diversidade - Interno

E não para por aí. Na matéria divulgada pelo portal Meio&Mensagem, a diretora de sustentabilidade do GPA, Laura Pires, explicou a principal preocupação na busca pela diversidade de pessoas. “O GPA acredita que a empresa precisa ser o reflexo de nossos clientes, que são diversos, pois só dessa maneira conseguimos entender a necessidade de nosso público e, por isso, precisamos ter colaboradores diversos”.

No meio de tanta diferença, o grupo busca a qualificação profissional de colaboradores acima de 55 anos, a integração de pessoas com deficiência, em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), e por meio do programa pela Equidade de Gêneros, criado em 2014, analisa os indicadores sobre a presença feminina e promove uma série de ações de estímulo na participação de mulheres nos cargos de liderança da empresa.

A busca pela diversidade no ambiente de trabalho ultrapassa o discurso e integra a realidade das empresas que compõem o grupo. E, segundo Laura Pires, essa visão busca dar oportunidade de crescimento para os diversos perfis profissionais, além de alavancar o desempenho e a inovação econômica e social. Um forma de criar uma fonte de motivação e a atração de talentos.

Aos poucos a diversidade ganha espaço, abre as portas para a diferença dos perfis profissionais e garante a equidade para o ser humano como um todo.

A discussão do tema nas empresas é essencial não só em maio, que é o mês da diversidade, mas em todos os momentos do ano, com ações inclusivas e de respeito às diferenças. Dissemine essa ideia, compartilhe a importância da multiplicidade no ambiente empresarial e adote práticas de integração também na sua empresa.

 

Você também pode
gostar de:

Páginas

Subscrever RSS - Assaí