Conteúdo principal

futebol

Compartilhe

Do atletismo grego ao futsal brasileiro: a história do esporte

Conheça um pouco mais sobre a história do esporte aqui! 

A história do esporte é muito antiga e existe em todos os lugares do mundo. Das primeiras corridas até o futebol moderno, foram milênios de evolução esportiva, chegando às grandes competições modernas, com milhões de pessoas interagindo ao redor do globo. Mas como isso nasceu? 

Ainda ninguém sabe como, quando ou onde a história do esporte começou exatamente. Existem relatos de corridas, caça ou natação desde quando a humanidade começou a registrar sua história com pinturas nas cavernas, mas não se sabe ao certo se isso era feito por necessidade ou por prazer. 

 

OS PRIMEIROS REGISTROS DO ESPORTE NO MUNDO

Já existiam pessoas que faziam ginástica na China há cerca de 4.000 a.C. No Egito, foram encontrados registros de praticantes de esgrima, de salto e de arremesso de dardos por volta de 1.450 a.C.. No entanto, na Grécia Antiga é que o esporte foi levado a sério. 

Os torneios na cidade grega de Olímpia, que aconteceram por mais de mil e duzentos anos, foram o centro das práticas esportivas na Antiguidade, com destaque para o atletismo. Por volta de 27 a.C., foi a vez dos romanos, que desenvolveram uma competição esportiva organizada, com corridas de biga e a famosa luta de gladiadores. 

Durante a Idade Média, a história do esporte toma outro caminho. Como o interesse geral era voltado para a Igreja, as práticas de cuidado com o corpo, inclusive o esporte, foram sendo deixadas de lado. 

Assim, é na atualidade que a prática esportiva tem seu auge. Entre os séculos 17 e 18, diversos clubes esportivos foram surgindo, especialmente nas Américas, com a maior presença de imigrantes ingleses. 

 

O esporte em terras brasileiras 

No Brasil, a história do esporte também deve muito aos ingleses, que praticavam o primeiro esporte registrado em terras tupiniquins: o turfe, uma espécie de corrida de cavalo que, ainda em 1810, já era praticado no Rio de Janeiro.

Foi no final do século 19 que, em São Paulo, surgiram os primeiros clubes de futebol, como o Germania e o Atlethic Club. Já na virada do século, vários clubes se espalharam rapidamente pelo país, o que levou à criação, em 1914, da Confederação Brasileira de Desportos (CBD), a fim de formar uma seleção nacional e jogar contra a Argentina. 

A Confederação marcou a história do esporte no Brasil, sendo que, com o futebol, a CBD conquistou relevância nacional e internacional, vencendo as Copas de 1958, 1962 e 1970.  Em 1979, para se adequar à FIFA, a CBD foi extinta e se tornou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), focando apenas esse esporte. 

 

De lá pra cá, foram diversas mudanças! Como não existia mais uma confederação nacional, as práticas esportivas se reuniram em federações, que organizam até hoje torneios e campeonatos, além de regulamentar as regras de cada modalidade no Brasil. 

A criação de várias modalidades esportivas também é um dos méritos do Brasil no cenário esportivo mundial. Futebol de praia, peteca, capoeira e futsal são algumas das contribuições nacionais. 

 

Ufa! Foram milhares de anos até chegar às modernas confederações internacionais. Você gostou de saber mais sobre a história do esporte com a gente? Então acompanhe as novidades aqui no Blog do Assaí: você sempre vai ver sempre conteúdos interessantes, como receitas, dicas e curiosidades. 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

A evolução dos uniformes de futebol

Dos tecidos de brim às estampas mais diferenciadas: confira a evolução dos uniformes de futebol!

O futebol é um esporte com diversas regras, jogadas exclusivas e também muita tendência à moda. É isso mesmo! No que diz respeito aos uniformes de futebol, encontramos uma variedade de tecidos, estampas e estilos surgindo ao longo dos anos.

 

OS UNIFORMES DE ÉPOCA

Logo quando surgiu a modalidade esportiva, na Inglaterra, por volta de 1870, havia um padrão simples e minimalista para diferenciar as duas equipes em campo, apenas com alternância de cores sólidas e, de preferência, opostas.

Isso facilitava a visualização dos atletas em campo e também para a arbitragem, que podia ver com maior clareza os lances e as jogadas a distância.

 
 

FASE 1 - CAMISA POLO DE MANGAS LONGAS

No começo da década de 1910 até a de 1940, os uniformes começaram a apresentar confecções um pouco mais nobres, com cortes semelhantes aos da alfaiataria e camisas e calções de brim (uma mistura de linho e algodão, mais pesada e quente).

Quanto ao design, por se tratar de um esporte europeu, era comum o uso de camisa polo com colarinho e mangas longas, a fim de proteger ao máximo do frio, além de calção branco padrão, com comprimento até os joelhos.

Não havia variação de estampas ou de costuras, apenas cores distintas – mais uma vez, com o intuito de separar bem os times adversários. No entanto, os tecidos em brim dificultavam bastante a mobilidade dos atletas, pois, conforme a partida acontecia, o suor acumulado fazia com que os trajes ficassem pesados. 

 

FASE 2 - CAMISA COM GOLA EM “V” E SEM MANGAS

Para aprimorar a performance em campo, as equipes começaram a desenvolver modelos mais funcionais e investiram em um design mais “tropical” ao redefinir o comprimento das camisas e o tecido utilizado.

Em 1954, muitas seleções surgiram com uniformes reestilizados durante a Copa do Mundo, como o time da Inglaterra, da Hungria e do Brasil, que usaram camisas com gola em “V”, mangas curtas e calções acima dos joelhos.

Além disso, o brim deu lugar a um algodão com fibra mais leve, que melhorava o conforto dentro e fora de campo.

 

FASE 3 - POLIÉSTER E PATROCINADORES

Na década de 1980, começou uma nova era não só para os uniformes de futebol como, também, para a moda esportiva. As camisas e os calções ganharam formas mais anatômicas, produzidos com algodão e poliéster (que absorve melhor o suor e melhora a respiração da pele), além de cores mais vibrantes, com uma versatilidade maior.

Durante a Copa de 1994, ano em que o Brasil garantiu o tetracampeonato, a FIFA estabeleceu também um novo padrão para os uniformes, que virou regra a partir de então. As camisas de dry fit (novo tecido criado) deveriam estampar o nome e o número de cada jogador.

As mudanças surtiram efeito não só em campo, mas também na torcida em geral e nos visionários da moda esportiva em todo o mundo. 

Muitas empresas começaram a utilizar os uniformes vestidos pelos jogadores como um outdoor ambulante, estampando seus logos nas peças e criando um merchandising – em outras palavras, patrocínio.

A variedade de uniformes também começou a cair no gosto popular e grandes marcas começaram a produzir camisas e conjuntos esportivos para os fãs e torcedores dos times.

Com mais abertura para a criatividade e a personalização de peças, os uniformes começaram a ser desenvolvidos tendo em mente também o consumidor final, com cores alternativas, modelos diferenciados e peças feitas inclusive para o público feminino.

Graças à paixão por torcer e ao mercado crescente, cada vez mais as equipes começaram a desenvolver peças exclusivas para os fãs do esporte, como forma de expandir sua marca própria e também deixar o esporte ainda mais popular em todo o mundo.

Ter uma camisa do seu time do coração tornou-se um desejo de consumo de muitos e, mesmo que não seja para usá-la em jogo, o que vale é torcer uniformizado da arquibancada ou de casa.

Atualmente, existe uma grande variedade de tamanhos, cortes, tipos de tecido, cores e personalizações dessas peças. Cada time desenvolve o seu próprio uniforme pensando no desempenho e no estilo de sua equipe.

Isso mostra que o futebol não é apenas um esporte: é, ainda, um estilo de vida e uma verdadeira paixão para quem gosta de acompanhar seu time do coração.

É por isso que, neste Brasileirão Assaí 2021, todos podem acompanhar as novidades a cada rodada em um arquibancada diferente. 

O portal Assaí Dá Jogo dá um show de interatividade e você confere tudo o que rola no campeonato em tempo real. Nele, é possível conferir desde a tabela oficial de jogos completa até curiosidades sobre o esporte.

Ainda não conferiu? Então é só acessar www.assaidajogo.com.br e torcer com a gente!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Qual tipo de torcedor(a) de futebol você é?

Conheça os principais tipos de torcedores(as) de futebol e torça junto neste Brasileirão Assaí 2021!

Torcer e vibrar dá jogo! O futebol é um esporte que move multidões e muitos(as) torcedores(as) demonstram verdadeira paixão pelo seu time em cada jogo ou no campeonato ao longo do ano.

Mais uma vez, o Assaí é o atacadista oficial do campeonato brasileiro e você pode acompanhar tudo sobre o Brasileirão Assaí 2021 no nosso portal exclusivo Assaí Dá Jogo! Curiosidades, concursos, quizzes e muito mais para você torcer 24h por dia e acompanhar tudo o que acontece em tempo real. Acesse e saiba mais em: www.assaidajogo.com.br.

Nossa torcida está ON... e a sua?! 

Existem diversos tipos de torcedores de futebol, cada um com suas manias, crenças e jeitos de vibrar – e é por isso que resolvemos trazer os principais deles para você conhecer e ver se também se identifica.

Bora descobrir que tipo de torcedor é você e interagir com a gente? Um olho no lance e outro aqui no Blog Assaí!

 

O FÃ DE CARTEIRINHA

O(A) torcedor(a) fã de carteirinha é aquele(a) que não perde nenhum jogo, é sócio(a)-membro do clube e da torcida oficial e adora estar presente na carreira do seu time, torcendo o mais próximo possível.

Se você iveste no seu time, defende-o com unhas e dentes e já se sente parte dos 11 jogadores quando entram no gramado, você é um(a) fã de carteirinha!

 

O SOFREDOR

Muitos torcedores vão se reconhecer aqui. No nível de roer as unhas, chorar, fazer o coração palpitar de tanto nervosismo quando o seu time entra em campo em qualquer ocasião… isso é ser um(a) torcedor(a) sofredor(a)!

 

O COLECIONADOR

Você tem o primeiro ingresso daquele jogo do seu time no estádio? Guarda todas as fotos, crachás, camisas, figurinhas e objetos do seu clube do coração? Então, você gosta de colecionar memórias e tudo o que envolve o seu time!

Os colecionadores têm um grande envolvimento emocional com o seu time de futebol e fazem questão de registrar cada conquista para provar que torcem com paixão!

 

O SUPERSTICIOSO

Cheio(a) de manias! Os(as) torcedores(as) supersticiosos são aqueles que apelam para todo e qualquer tipo de misticismo ou força maior para ver os seus times ganharem um jogo e vencerem o campeonato na base do pensamento positivo!

Para isso, é fundamental manter alguns hábitos para não quebrar a maré de sorte, como vestir a mesma camiseta ou peça de roupa, assistir aos jogos com o terço na mão, acender uma vela para o padroeiro do time ou qualquer outro costume. Se você não abre mão da superstição na hora de torcer, bem-vindo(a) ao clube!

 

O FANTASIADO

Já que é para vestir a camisa, por que não vestir a melhor fantasia? Tem torcedor(a) que não abre mão da caracterização na hora do jogo, seja com uma peruca na cor do seu time, o rosto pintado, uma faixa na cabeça, a bandeira na mão e tudo o mais.

Animação e vibração não faltam para quem se fantasia pelo seu clube e motiva a torcida junto!

 

O TÉCNICO AMADOR

Você é entendido(a) de regras, esquema tático, sabe o que é melhor para o seu time e adoraria comandar a equipe no lugar do técnico? Então, você é um tipo de torcedor(a) que chamamos de técnico amador!

Um(a) torcedor(a) mais fervoroso(a), que gosta de jogadas mais arriscadas e ver o time ir para cima em busca da vitória!

 

Existem diversos tipos de torcedores(as) diferentes e esses foram só alguns dos melhores exemplos para você entrar no clima de Brasileirão Assaí com a gente.

Já está tudo pronto para acompanhar os jogos da rodada em casa? Todos os aperitivos e bebidas a postos? Torcer e economizar é no Assaí! Aproveite o preço baixo todo dia na loja mais próxima de você e venha fazer sempre o melhor negócio. Assaí, o atacadista oficial do campeonato brasileiro!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

As principais regras de futebol e suas mudanças

Confira algumas regras do futebol que sofreram mudanças ao longo do tempo!

O futebol é um esporte antigo que surgiu por volta de 1863, na Inglaterra. Desde lá, muita coisa mudou de forma positiva para deixar o esporte, que hoje é a paixão dos brasileiros, ainda mais competitivo e fácil de compreender.

Além de mudanças básicas, como o material da bola, o gramado bem montado e os grandes estádios, houve também uma evolução nas regras do futebol, que foram sendo adaptadas ao longo do tempo para deixar tudo redondo.

Hoje, vamos trazer as principais delas e falar como elas são praticadas em campo até os dias de hoje. Pegue a pipoca e bora ver essas mudanças!

 

IMPEDIMENTO

O impedimento é uma das regras mais polêmicas e complexas do futebol, pois requer muita atenção dos árbitros na hora de marcar a infração e também dos jogadores.

A princípio, a regra diz que o último jogador do time atacante não pode estar à frente da linha do último jogador do time defensor, sem ser o goleiro. Essa é a linha imaginária do “linha do impedimento” que anula a jogada.

No entanto, outros adicionais foram sendo incorporados à regra, como:

  • Se o zagueiro encostar qualquer parte do corpo na bola, configura uma nova jogada, então é a partir desse lance que se considera o impedimento ou não. 

  • Se o jogador em posição de ataque estiver impedido no momento em que a bola sair do pé de outro jogador e ele (atacante) pegar a bola de rebote, a jogada é encerrada e configura impedimento. 

  • O atacante não pode correr em direção à bola, dar um passe, intervir na jogada ou participar de qualquer forma se estiver impedido.

 

SUBSTITUIÇÃO DE JOGADORES

Para agilizar o tempo de jogo e deixá-lo mais dinâmico, os jogadores que forem substituídos saem do campo pela linha lateral mais próxima. Antigamente, era regra que saíssem pelo centro como atitude formal e oficial deliberada pelo árbitro.

 

PÊNALTIS

Era comum que os pênaltis pudessem ser cobrados de qualquer posição do campo lá em 1891, quando foram criados, desde que o batedor estivesse a menos de 12 jardas do gol.

Porém, sabemos que isso vai muito além do jeito que conhecemos os pênaltis hoje em dia, que devem ser cobrados dentro da grande área do goleiro, com a bola posicionada na marcação correta.

 

MÃO NA BOLA

A mão na bola também é uma grande polêmica no mundo futebolístico – isso porque ela pode dar uma vantagem grande ao adversário se acontecer dentro da área do gol, resultando em pênalti para o adversário.

Até recentemente, o toque de mão na bola era considerado falta se o jogador colocasse a mão de propósito para impedir o percurso da bola. No entanto, atualmente é considerado falta sempre que ele estiver com o braço fora do corpo, de forma intencional ou não, pois isso aumenta a sua área e impede a vantagem do time adversário.

 

CARA OU COROA

No início da partida, é comum o árbitro girar a moeda e cada capitão de equipe escolher entre cara e coroa para começar o jogo. A princípio, a equipe que ganhasse escolheria somente o lado do campo. Agora, quem ganha decide se quer começar com a bola ou escolher o seu lado no estádio.

 

GOL DE ESCANTEIO

Antigamente, na cobrança de escanteio, a bola deveria obrigatoriamente ser tocada para um segundo jogador do time atacante. Este, então, poderia cabecear ou dominar a bola e marcar o gol. No entanto, muito depois, ficou autorizado marcar o gol direto do escanteio – e esse lance épico ficou conhecido como “gol olímpico” no futebol.

 

APLICAÇÃO DE CARTÕES

No início, somente o árbitro principal, que fica em campo com os jogadores e define todos os lances, poderia avaliar a jogada e dar imediatamente o cartão vermelho (expulsão) e amarelo (advertência) assim que a falta ocorresse.

Com o tempo, a equipe técnica foi aprimorada e, agora, o árbitro principal também conta com 2 auxiliares, apelidados de “bandeirinhas”, que ajudam a sinalizar as jogadas e lances irregulares.

O árbitro é quem leva em consideração a marcação dos bandeirinhas e decide se aplica o cartão na hora ou deixa o jogo seguir.

 

O VAR

Ainda falando na equipe técnica de arbitragem, uma das maiores mudanças com certeza foi o surgimento do Árbitro Assistente de Vídeo, conhecido popularmente como “VAR”.

Essa foi uma evolução nas regras do futebol baseada na tecnologia que chegou ao esporte como um suporte a mais para acompanhar o crescimento digital em todo o mundo.

Dessa forma, todas as câmeras de um estádio transmitem um feedback para a sala de operações de vídeo. O árbitro decide quando ele quer usá-lo e a equipe na sala de vídeo faz o tira-teima.

Como os árbitros estão sempre em campo e podem não ter uma visão tão privilegiada da jogada, o VAR garante uma maior precisão em lances difíceis e muitas vezes decisivos das partidas. O recurso foi utilizado pela primeira vez em 2016, durante as ligas de rugby americanas, e, posteriormente, foi inserido nos campeonatos europeus até se tornar um padrão no futebol do mundo todo. 

O VAR pode mandar uma mensagem para o árbitro durante o jogo, sinalizando que houve infração ou algum erro de marcação em algum lance, e o árbitro é quem decide se vai utilizar o recurso ou não.

 

Podemos dizer que o futebol é um esporte vivo e suas regras podem continuar sendo aprimoradas com o passar dos anos. Isso mostra que o esporte só cresce e ganha cada vez mais notoriedade e fama, movimentando gerações e aumentando a sua torcida.

E, se tem torcida, tem Assaí! Somos o atacadista oficial do campeonato brasileiro e você pode acompanhar tudo sobre o Brasileirão Assaí pelo portal Assaí Dá Jogo! Uma central de novidades, notícias, curiosidades, quizzes interativos e muito mais para você ficar por dentro de tudo e torcer com a gente pelo seu time do coração.

Acesse www.assaidajogo.com.br e viva o Brasileirão em uma arquibancada diferente!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Assaí firma apoio ao esporte em campeonatos de futebol

Além de obter o title sponsor do Brasileirão, o Assaí Atacadista também é patrocinador oficial da Taça das Favelas SP

 

Incentivar a descoberta de talentos e apoiar o esporte também faz parte do dia a dia do Assaí Atacadista, rede que mais cresce no setor varejista.

Depois de se tornar patrocinadora oficial do Brasileirão 2018, a marca continua sua participação em 2019 no maior campeonato de futebol do país e também em outros eventos esportivos.

Além de entrar em campo no Paulistão e no Brazil Global Tour, a rede atacadista passou a ser a patrocinadora oficial da Taça das Favelas, o maior torneio de futebol entre favelas de todo o mundo, na sua primeira edição, em São Paulo.

 

A TAÇA DAS FAVELAS

Organizada pela Central Única das Favelas (CUFA), a Taça das Favelas visa contribuir para a promoção da cidadania por meio do esporte, influenciando positivamente a realidade de crianças e jovens.

Desde sua primeira edição, realizada em 2012, mais de 100 mil jovens já participaram do torneio, que tem se consolidado como uma oportunidade para revelar novos talentos para o futebol.

O patrocínio do Assaí está alinhado aos propósitos do evento e reforça o compromisso da empresa com a estratégia de engajamento social. Dessa forma, promove o desenvolvimento das comunidades em que a rede está presente e prioriza ações com foco na melhoria das condições sociais da população do entorno das lojas.

Além da realização do campeonato em si, são ministrados workshops para as equipes participantes com temas que envolvem regras, comprometimento dentro e fora de campo, convívio, integração social e muito mais.

 

BOLA ROLANDO

Após a realização das peneiras, em março, foram selecionados(das) jogadores(as) para 64 equipes masculinas e 32 equipes femininas. Cada favela contou com até 400 atletas, sendo selecionados(as) 30 jogadores(as) para formar a seleção que a representará.

As chaves foram sorteadas no dia 23 de março, no Museu do Futebol, ocasião em que foram reunidos representantes de todos os times, em um evento exclusivo.

Os jogos são disputados em quatro fases e a final acontece no dia 1º de junho, no estádio do Pacaembu.

 

BRASILEIRÃO ASSAÍ 2019

A principal competição de futebol do país continua levando o nome do Assaí, que fechou contrato de patrocínio com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também para este ano.

Os jogos da Série A começaram em abril e, na atual temporada, a marca da empresa permanecerá associada também na divulgação de conteúdos oficiais e nas propriedades comerciais da competição.

De acordo com dados da Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS, na sigla em inglês), o Brasileirão é o terceiro campeonato nacional mais forte do mundo, atrás apenas dos campeonatos espanhol e inglês.

Além disso, o torneio também é um dos mais expostos internacionalmente (transmitido para 155 países) e o mais visto no continente americano.

 

Contamos com a sua torcida para acompanhar todos os passos desses grandes eventos esportivos e ficar em campo junto com o Assaí Atacadista para incentivar esses grandes talentos.

Quer ver mais matérias incríveis para ficar bem informado(a) sobre tudo o que acontece?

Clique aqui, leia a Revista Assaí Bons Negócios online e acesse gratuitamente quando e onde estiver.

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

A favela entra em campo com o torneio Taça das Favelas

O campeonato de integração social que incentiva os atletas das favelas chega a São Paulo

Um gol para a vida toda por meio da inclusão e do esporte! Trata-se da Taça das Favelas, um evento realizado pela CUFA (Central Única das Favelas) que reúne moradores de diversas comunidades da cidade em um campeonato de responsabilidade social e muito futebol!

E a disputa chega também a São Paulo, com o apoio da Prefeitura e do Governo do Estado e o patrocínio do Assaí Atacadista, entre outras marcas, para incentivar a integração entre favelas e dar a oportunidade de talentos serem reconhecidos.

Mais do que um campeonato esportivo, a Taça das Favelas vem trazer visibilidade e valores educacionais para centenas de milhares de jovens que buscam, por meio do futebol, uma transformação social.

 

PONTAPÉ INICIAL

Já são mais de 6 anos de história. A Taça das Favelas começou em 2012, no Rio de Janeiro, como um projeto local de aceleração social para os moradores das zonas de alta vulnerabilidade.

Conforme o campeonato foi crescendo e dando bons resultados, a CUFA pôde levar a ação para outras regiões e, logo, tomou conta do país. Atualmente, a Taça das Favelas já é considerada o maior evento esportivo de favelas do mundo e nomes importantes do futebol, como Zico, Júnior, Bebeto e Romário, já apoiaram a causa.

E, no dia 31 de janeiro, conferimos a cerimônia de lançamento desta edição no Museu do Futebol, com a presença de autoridades, ex-jogadores que marcaram a história do futebol, artistas, lideranças comunitárias, jovens de favelas apaixonados por futebol, patrocinadores e parceiros.

Além da disputa, serão ainda ministrados workshops para as equipes participantes, com temas que envolvem regras, comprometimento dentro e fora de campo, convívio e integração social e muito mais.

 

COMO FUNCIONA

Os representantes de cada comunidade tiveram até o dia 20 de fevereiro para inscrever sua favela. No dia 25 de fevereiro, foram divulgadas as favelas selecionadas.

Após essa etapa, os atletas de cada favela devem se inscrever até o dia 15 de março no site do evento para participarem das peneiras, que acontecem nos dias 16 e 17 de março. Serão selecionados jogadores e jogadoras para 64 equipes masculinas e 32 femininas.

 

COMO SÃO OS DIPES (DIAS DA PENEIRA)

As peneiras acontecem dentro de cada comunidade em um campo de futebol reservado para testar as habilidades dos jogadores. Cada favela poderá contar com até 400 atletas, sendo 30 selecionados para formar a seleção que disputará os jogos.

 

SORTEIO DAS CHAVES

As chaves serão sorteadas no dia 23 de março, no Museu do Futebol. A ocasião irá reunir os representantes de todos os times, que irão conhecer os próximos adversários na disputa pelo título do campeonato!

 

ETAPA DOS JOGOS

Os jogos acontecerão em 4 fases diferentes e a final está prevista para ser em um estádio clássico da cidade de São Paulo.

Confira as datas de todas as fases:

Confira todos os jogos:

 

Você pode acompanhar demais datas e as novidades do campeonato em nossas redes!

Facebook: www.facebook.com/assaiatacadistaoficial/

Instagram: @assaiatacadistaoficial

Twitter: @assaioficial

 

Confira mais detalhes no site oficial da Taça das Favelas: www.tacadasfavelas.com.br/

 

Você também pode
gostar de:

Subscrever RSS - futebol