Conteúdo principal
Compartilhe

Conheça os instrumentos musicais mais presentes no São João!

Confira quais são os principais instrumentos musicais utilizados para embalar o arrasta-pé no São João!

As festas de São João são uma das maiores representatividades artísticas e culturais brasileiras, com muitas atividades locais, comidas típicas, brincadeiras entre adultos e jovens e muita dança!

As músicas e os ritmos regionais são uma das principais partes das festas juninas, mesclando desde o forró, o baião e o xaxado até o sertanejo, o vaneirão e as modas de viola. 

 

É por isso que as músicas caipiras e nordestinas ganham força a partir de uma variedade de instrumentos musicais, que embalam quadrilhas e todas as manifestações pelo país. Por isso, vamos descobrir mais sobre alguns dos principais instrumentos do São João e sua função nos arranjos juninos!

 

Zabumba

O toque da zabumba é bastante característico em ritmos como forró, baião e xote, mas também pode compor outros estilos musicais. Ele possui um som grave e serve para marcar o ritmo como base instrumental.

Sua estrutura é geralmente em madeira, no formato de caixas cilíndricas, como se fosse um tambor, e a vareta que faz o couro vibrar e produzir o som grave é chamada de bacalhau.

 

Sanfona ou acordeão

Em festa de São João, não pode faltar o sanfoneiro! Por isso, a sanfona é uma das peças mais presentes nas comemorações juninas – e também é popularmente chamada de acordeão (ou acordeon) em outras regiões do país.

O som da sanfona é produzido a partir da vibração do ar ao abrir e fechar as membranas do fole, ao mesmo tempo em que suas teclas são pressionadas para emitir as notas. 

Essa categoria de instrumento é chamada de aerofone (ou aerófono) e tem sua origem na Alemanha, com registro do primeiro acordeão produzido datando de 1822, em Berlim.

 

Triângulo

Com uma estrutura simples de metal e o formato triangular vazado no meio, o triângulo é um dos mais conhecidos instrumentos musicais de São João! Ele dá o som metalizado e marca a percussão de diversos ritmos, principalmente o xote, o forró pé de serra,o baião e até as marchinhas.

É um aparelho simples, mas que complementa muito bem o arranjo das melodias juninas, marcando o compasso e ditando a velocidade e o ritmo do arrasta-pé na hora da festança.

 

Viola caipira

Também conhecida como viola sertaneja ou cabocla, a viola caipira é um instrumento de corda com origem nas violas portuguesas e, ainda, no alaúde, um instrumento árabe.

É utilizada em arraiás do interior do Brasil e pode receber diversos nomes, dependendo da região: viola de pinho, viola caipira, viola sertaneja, viola de arame, viola nordestina, viola cabocla, viola cantadeira, viola de dez cordas, viola chorosa, viola de queluz, viola serena, viola brasileira, entre outros.

Seu som é muito semelhante ao do violão, no entanto, há geralmente um ajuste no ponteio para que a viola utilize as cordas soltas, o que resulta em um som forte e sem distorções.

A viola é o símbolo original da nossa música sertaneja, conhecida popularmente como moda de viola ou música raiz, mas é uma das marcas registradas também do São João.

 

Órgão

Outro instrumento de corda, o órgão é da família dos aerofones, assim como a sanfona, porém, toca-se sentado e com o uso de uma pedaleira.

Possui diversos formatos e é um instrumento tradicionalmente utilizado em igrejas, principalmente no século XIX, ou, ainda, em grandes concertos, óperas e peças de teatro da época.

Hoje em dia, o órgão pode ser representado nas festas juninas por meio das escalas musicais de teclados eletrônicos, embalando ritmos que vão desde o forró até o tecnobrega ou o pop eletrônico.

 

Chocalho

Um simples chocalho pode fazer a diferença na hora da dança! Como instrumento de percussão, seu papel é ditar o compasso da dança e trazer o ritmo à tona.

Ele é conhecido por nomes como maracas, ganzá, caxixi ou xique-xique e é feito geralmente no formato de um cilindro comprido oco de metal, com objetos no seu interior para fazer barulho enquanto é sacudido.

Os chocalhos são muito usados em ritmos populares como o samba e a bossa-nova, presentes no carnaval brasileiro, e em festas populares de grande variedade, como os arraiás de São João.

 

Reco-reco

Também conhecido no Brasil como raspador, caracaxá, ziguezague ou querequexé, o reco-reco é um instrumento da família dos idiofones, assim como o triângulo, em que o som é provocado pela vibração e pela percussão dentro de sua estrutura.

No caso do reco-reco, sua base possui várias ranhuras em paralelo e, para emitir o som, é só raspar a varinha em movimento de ir e vir para que o som arrastado comece a reverberar. É por conta desse vaivém no tampo da caixa que o chamam de reco-reco, uma palavra que imita o som produzido.

 

Êta, que os ritmos de São João são bons demais! São tantas combinações de instrumentos musicais, danças e sons que não tem como ficar parado. Em cada lugar, as festas são celebradas de um jeito – e é dessa mistura que a gente gosta!

Por enquanto, as comemorações de São João vão ter que esperar um pouco até as coisas voltarem ao normal, mas você pode fazer o seu arraiá em casa para aproveitar do jeito de que você gosta, com muita comida boa e muito arrasta-pé.

Conte com o Assaí para garantir a economia e viver o melhor São João do Brasil de forma segura e com muita alegria. Fique de olho nas nossas redes sociais, porque há  muito o que conferir por lá. Até a próxima!

 

Você também pode
gostar de:

Como aproveitar o aniversário do seu negócio para lucrar mais

Dicas para desenvolver ações e lucrar mais durante o aniversário do seu negócio

As melhores massas para bolos de aniversário

Aprenda 5 massas para bolo que servem como base para qualquer receita

5 receitas com pão para servir de aniversário

Anote essas receitas com pão deliciosas e monte o melhor cardápio