Conteúdo principal

cozinhar

Compartilhe

Dicas de cozinha para quem mora sozinho

Se você é solteiro(a) ou precisa cozinhar somente para você, vamos dar dicas de cozinha valiosas para se alimentar com qualidade, rapidez e muito sabor!

Solteiro(a) ou não, tem quem precise cozinhar para si mesmo(a) em casa. Pensando em você, separamos algumas dicas de cozinha para facilitar o preparo de receitas no seu dia a dia, dando mais ânimo na hora de pôr a mão na massa!

Além de “dar trabalho”, cozinhar requer paciência e capricho para que tudo saia bem e fique saboroso, sem pôr em risco a sua saúde e o local onde você mora. Muitas vezes, bate aquela preguiça de ir para a cozinha e o delivery é a única salvação, não é mesmo?

Mas estamos aqui para desmistificar esse assunto e mostrar as vantagens de cozinhar para si mesmo (a) em casa, principalmente neste período de isolamento social, em que muitas pessoas retomaram velhos hábitos, buscaram aprender mais e reacenderam aquela vontade de cozinhar.

Essa pode ser uma tarefa descomplicada para que você não fique em apuros ou desista de se alimentar com qualidade, começando desde a seleção de ingredientes até a forma de prepará-los.

 

PRIMEIRO, OS ALIMENTOS

Vale a pena falar da importância de escolher o que você come, por isso, selecione os alimentos de que você gosta, mas também priorize os que tenham propriedades nutritivas ou sejam fáceis de preparar para facilitar a sua jornada sozinho(a) na cozinha.

Deixe para os dias de semana as opções mais leves e guarde para o final de semana algo mais pesado ou o momento de “extrapolar”. Ingredientes como carnes, legumes, ervas, ovos e manteiga não podem faltar. Esses são, geralmente, a base das principais receitas que conhecemos.

 

CONTROLE A DESPENSA

Aqui entram as compras do mês ou da semana, com um planejamento rápido pensando no que você mais precisa ou deseja consumir. Lembre-se de não comprar nada em excesso, pois quem mora só sabe que é muito fácil estragar comida na geladeira, não é verdade?

Se tem alguma receita especial que você queira experimentar, vá fundo: coloque os ingredientes na cestinha. Mas se não esqueça do básico, daquilo que é usado no dia a dia e dos insumos que você usa para preparar receitas com as quais já esteja acostumado.  

Calcule a quantidade certa de que você precisa e, semanalmente, faça um checkup rápido na geladeira e na despensa vendo se algo passou da validade ou acabou antes do que você imaginava. Esse é um hábito que pode ser mais difícil no começo, mas depois você pega o jeito e nem sente.

RECEITAS RÁPIDAS E FÁCEIS

Um omelete no café da manhã, um macarrão à bolonhesa no almoço e, no jantar, um estrogonofe de frango. Existem algumas receitas que exigem menos ingredientes e menor tempo de preparo para que você possa fazer sozinho(a) sem interromper muito a sua rotina.

Outras dicas são aquelas receitas que só precisam de uma panela para serem preparadas, evitando o excesso de louça na pia no seu pós-refeição. Você pode fazê-las em porções individuais para comer um prato sempre fresco e delicioso.

Algumas dessas receitas são: macarrão à putanesca, risoto de cogumelos, cuscuz, baião de dois, sopa de legumes, arroz com frango, macarrão ao alho e óleo e muitos outras.

 

UTENSÍLIOS INCRÍVEIS

Se você mora sozinho, vale a pena ter utensílios e aparelhos de cozinha que agilizem ainda mais o preparo das suas receitas. Em vez de fritar batatas em óleo quente e sujar panela e fogão, que tal fazê-las na fritadeira sem óleo?

Da mesma forma, utensílios como batedeiras, processadores, mixers, liquidificadores e até máquinas de pão e bolo são muito mais práticos. Atualmente, há muitos aparelhos que podem ajudá-lo(a) a deixar qualquer prato mais prático, com a mesma qualidade e o mesmo sabor.

 

REAPROVEITAMENTO

Às vezes, você quer tanto uma receita que acaba preparando um pouco a mais do que imaginava e essa sobra corre o risco de ficar na geladeira por muito, mas muito tempo.

E, para não correr esse risco e ainda aprender a reaproveitar o que você já preparou, vale a pena pesquisar alguma receita que possa ser complementada com essas sobras, como um arroz de forno, uma torta com recheio de frango e legumes, entre outras.

CONGELAR ALIMENTOS

Essa talvez seja a dica mais valiosa para quem mora só e quer se organizar para cozinhar no dia a dia sem ter dor de cabeça. O freezer será o seu melhor aliado no combate ao desperdício e à preguiça!

Se você não estiver muito a fim de cozinhar, retire do congelador alimentos pré-prontos que você tenha deixado ali durante a semana (como feijão cozido ou uma carne com batatas ao forno), pois já será meio caminho andado.

Você pode até montar o seu cardápio em cima disso e ainda deixar marmitas à sua espera no freezer, com tudo preparado, de forma que é só aquecer no micro-ondas ou no forno e aproveitar.

 

Tem solução para tudo! Por isso, acreditamos que, com essas dicas, você consiga se alimentar melhor, mesmo morando sozinho, e agilizar todo o processo na cozinha sem se estressar.

Retome o gosto por cozinhar e faça esse favor por você mesmo(a) no dia a dia! Gostou? Continue lendo o Blog Assaí para mais conteúdos exclusivos que têm tudo a ver com o seu dia a dia. Até mais!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Quais são os melhores óleos para cozinhar?

Óleo de coco, manteiga ghee, gordura animal, óleo de palma, azeite de oliva... São várias as opções de óleos e demais alternativas para preparar as suas receitas. Confira!

Os óleos são ingredientes importantes na hora do preparo de diversas receitas, porém, uma dúvida comum que paira na cabeça das pessoas é: quais são os melhores óleos para cozinhar cada preparo?

Ainda, além dos óleos, também existem pessoas que optam por outras alternativas nas suas receitas, como o azeite de oliva, a manteiga e a banha animal. Ou seja: as opções são muitas!

Para ajudá-lo a conhecer um pouco mais sobre os principais tipos de óleos e suas alternativas na hora de cozinhar, preparamos essa matéria. Acompanhe!

MELHORES ÓLEOS PARA COZINHAR PRATOS QUENTES

ÓLEO DE COCO

Impossível falar sobre os melhores óleos para cozinhar e não citar o óleo de coco. Rico em vitamina E e antioxidantes, ele é super-resistente ao calor, podendo ser submetido a altas temperaturas sem perder as suas propriedades nutricionais. Ainda, o óleo de coco pode ser conservado em temperatura ambiente por vários meses.

Inclusive, ele é muito versátil! Além de ser utilizado em receitas, também é um ingrediente adotado por muitas pessoas para fazer hidratação na pele e nos cabelos.

ÓLEO DE PALMA

Também conhecido como azeite de dendê, ele é derivado dos frutos das árvores de palmeiras e é uma boa opção para quem está em busca de um óleo mais saudável para cozinhar. Rico em vitamina E e em coenzima 10, o óleo de palma permanece estável sob altas temperaturas, não sofrendo alterações quando aquecido.

MANTEIGA E MANTEIGA GHEE (CLARIFICADA)

Além de deixar as receitas mais cremosas e com um toque especial, a manteiga é facilmente metabolizada pelo organismo e é rica em vitaminas A, E, K e ácidos graxos. Ainda, melhor do que a manteiga tradicional, uma opção mais saudável é a manteiga ghee (clarificada). Diferentemente da manteiga tradicional, ela tem um teor de lactose e proteína do leite extremamente baixo e um ponto de fusão mais alto do que a manteiga normal, sendo uma ótima opção para fritar ou refogar alimentos.

Melhores óleos para cozinhar: manteiga ghee

BANHA

Entre as melhores alternativas para cozinhar, também podemos citar a gordura animal, mais especificamente a banha de porco. Atingindo rapidamente a temperatura ideal para fritar os alimentos, ela é natural e conta com ingredientes benéficos para a saúde, como vitaminas B e C e minerais como o ferro e o fósforo.

Como você pode ver, são várias as opções de óleos e demais alternativas para garantir receitas gostosas. Porém, seja qual for a sua escolha, lembre-se sempre de moderar na quantidade de óleo utilizado, afinal, ele é uma fonte de gordura e, em excesso, pode prejudicar o funcionamento do seu organismo.

OPÇÕES PARA FINALIZAR OS PRATOS

AZEITE DE OLIVA

Vamos começar ressaltando que o azeite de oliva não é o ingrediente mais recomendado para ser aquecido, afinal, quando colocado em temperaturas acima dos 180ºC, ele pode oxidar e perder suas oportunidades. Ainda assim, é uma opção saborosa para finalizar as receitas e dar um toque especial a elas, sejam massas, saladas, bruschetas, entre outros!

Melhores óleos para cozinhar: azeite de oliva

ÓLEO DE LINHAÇA

Assim como o azeite de oliva, o óleo de linhaça não é recomendado para ser submetido a altas temperaturas. Rico em ômega 3, ele pode ser um aliado na melhora da circulação sanguínea e no aumento na absorção de cálcio pelo organismo. Uma dica é usar o óleo de linhaça para temperar saladas, aperitivos e queijos.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre os melhores óleos para cozinhar? Quais são os seus preferidos? Para ficar sempre por dentro de novidades e das melhores dicas, continue acompanhando o Blog Assaí!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Conheça os 5 erros mais comuns na hora de cozinhar e evite-os!

Não ler a receita completa antes de começar a cozinhar e errar na hora de colocar o tempero são alguns dos equívocos mais comuns na cozinha. Confira!

Seja por pressa, por falta de conhecimento ou até mesmo por preguiça, é comum que as pessoas cometam alguns erros ao cozinhar, sejam elas novatas ou experientes. No fim, a falta de cuidado com a receita pode resultar em um prato diferente daquele que você queria fazer.

Para evitar essa possível frustração, separamos aqui 5 dicas essenciais para prevenir erros comuns cometidos na cozinha.

PRINCIPAIS ERROS AO COZINHAR

1. NÃO LER A RECEITA INTEIRA ANTES DE COZINHAR

Um dos principais erros ao cozinhar é ficar empolgado para colocar as mãos na massa e, assim, não ler a receita inteira antes de começar a cozinhar. Ler todas as informações sobre o prato antes de começar a fazê-lo é essencial por vários fatores. Destaque para dois deles:

  • Nem sempre a receita está escrita na ordem correta. Assim, você pode deixar de fazer algum passo que seria importante para garantir o sucesso do preparo.
  • Durante a receita, podem surgir ingredientes e equipamentos que você não tem naquele momento e, assim, o preparo pode ir por água abaixo.

Sempre leia as receitas antes de cozinhar

2. NÃO EXPERIMENTAR OS ALIMENTOS DURANTE A COCÇÃO

Se você não experimenta o que está cozinhando, é possível que você “erre a mão” no tempero dos pratos, deixando-os muito salgados ou insossos. Por mais que você siga à risca a receita que está no papel, é essencial provar os alimentos durante todas as etapas da preparação. Assim, você consegue ajustar falhas simples de maneira rápida e eficaz, de forma a complementar os temperos e ajustar a cocção dos alimentos, garantindo que fiquem no ponto ideal.

3. NÃO USAR OS EQUIPAMENTOS ADEQUADOS

Existe uma infinidade de equipamentos para te ajudar a cozinhar uma receita gostosa, então... use-os de forma adequada! Preste atenção a todos os itens que você vai usar durante o processo de cozinhar: desde a tábua de corte, passando pelas facas, panelas, frigideiras e assadeiras, até os eletrodomésticos – como liquidificadores, batedeiras e processadores –, entre outros. Para acertar em cheio na receita, confira quais são os equipamentos mais adequados para fazer o seu prato.

Confira, por exemplo, se o tamanho da panela é adequado e se os ingredientes não ficarão “apertados” nela durante a cocção. Veja se a faca está “com fio” e se é o modelo mais indicado para a receita que você está preparando.

4. NÃO ORGANIZAR A COZINHA – E OS INGREDIENTES – ANTES DE COZINHAR

Trabalhar em uma cozinha desorganizada tornará o preparo das refeições menos eficiente, mais demorado e, ainda, pode até causar alteração de sabores e contaminação. Por isso, deixe a pia de louças livre, organize a sua mesa de apoio para começar a fazer os preparos e mantenha por perto uma tigela na qual você poderá descartar as partes dos alimentos que não serão utilizados.

Com isso feito, também separe e organize os ingredientes e os equipamentos que você vai utilizar durante o preparo da receita. Já deixe os ingredientes cortados e preparados da maneira que eles serão utilizados na receita. Caso a receita peça uma cebola picada, já faça isso de antemão.

5.  NÃO CUIDAR DA HIGIENE

Cuidar da higiene significa: cozinhar em um local limpo e bem higienizado, estar com as mãos bem lavadas e com os cabelos presos e, também, garantir que os ingredientes e equipamentos que serão utilizados no preparo das receitas estejam adequadamente limpos. Caso você use legumes, vegetais e/ou frutas no preparo do prato, lave-os com bastante cuidado e atenção.

E então, gostou das nossas dicas para evitar os principais erros ao cozinhar? Então fique sempre de olho no Blog Assaí para estar por dentro das melhores dicas e novidades para o seu dia a dia!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Receitas para iniciantes: aprenda 5 receitas fáceis e gostosas que não exigem experiência

Quer aprender a cozinhar, mas não sabe por onde começar? Então anote as nossas 5 receitas para iniciantes que são de cair o queixo!

Cozinhar é uma arte, não é mesmo? Afinal, quem não gosta de comer bem? Mais do que isso, cozinhar pode ser um momento em que você se desliga um pouco do mundo e foca apenas no que interessa: preparar receitas gostosas, que dão água na boca.

Se você quer desenvolver novas habilidades culinárias e aprender a fazer pratos fáceis, mas que não exigem muito conhecimento ou técnicas especiais na cozinha, você está no lugar certo! Selecionamos 5 receitas para iniciantes que você pode fazer para impressionar os amigos ou só para garantir uma refeição gostosa para você mesmo. Acompanhe!

5 RECEITAS PARA INICIANTES

1. TORTILHA DE BATATA

Ingredientes:

  • 2 batatas médias cortadas em rodelas finas
  • 2 cebolas médias cortadas em rodelas finas
  • 6 ovos batidos
  • ½ xícara (chá) de oléo
  • 1 colher (chá) de sal
  • Outros temperos a gosto

Modo de Preparo:

  1. Coloque o óleo em uma frigideira grande e leve ao fogo alto para aquecer.
  2. Quando a frigideira já estiver quente, acrescente as batatas e frite-as até que fiquem douradas.
  3. Escorra as batatas em papel-absorvente e reserve.
  4. Acrescente as cebolas e refogue até elas murcharem. Retire da frigideira, coloque em um papel-absorvente e reserve.
  5. Na mesma frigideira, coloque os ovos previamente temperados com o sal e os temperos a gosto. Acrescente as batatas e as cebolas.
  6. Frite em fogo médio por cerca de 5 minutos, vire com o auxílio de um prato, e deixe fritar do outro lado por mais 5 minutos.
  7. Retire do fogo e sirva em seguida.

2. FRANGO AO MOLHO BARBECUE

Ingredientes:

  • 1 kg de filé de peito de frango
  • 1 frasco de molho barbecue de sua preferência
  • 1 cebola branca
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher (sopa) de pimenta-do-reino
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 colher (chá) de sal

Modo de Preparo:

  1. Preaqueça o forno e unte uma fôrma de tamanho médio com manteiga.
  2. Corte o filé de peito de frango em pedaços menores, tempere-os com o sal e a pimenta e disponha dentro da fôrma.
  3. Pique a cebola e os dentes de alho, coloque sobre o frango e despeje o molho barbecue por cima.
  4. Deixe assar por cerca de 30 minutos a 180°C e está pronto!

3. LASANHA DE QUEIJO E PRESUNTO

Ingredientes:

  • 1 pacote de massa para lasanha pré-cozida
  • 500 g de queijo muçarela
  • 300 g de presunto fatiado
  • 2 latas de molho de tomate pronto
  • ½ litro de leite

Modo de Preparo:

  1. Em um refratário, coloque uma camada de molho de tomate e, por cima, coloque algumas placas da massa da lasanha, deixando espaço entre elas, pois as massas aumentam de tamanho ao cozinhar.
  2. Acrescente uma camada de presunto e, por cima, uma camada de queijo.
  3. Repita a montagem seguindo a ordem: massa, presunto e queijo. Termine a montagem com uma camada de queijo.
  4. Terminada a montagem, acrescente, cuidadosamente, o leite na lasanha.
  5. Cubra a lasanha com papel-alumínio e leve ao forno em temperatura média por 30 minutos.
  6. Após esse tempo, retire o papel-alumínio e leve novamente ao forno até gratinar (dourar).

Receita para iniciante: lasanha de queijo e presunto

4. TORTA DE LIQUIDIFICADOR

Ingredientes:

  • 3 ovos inteiros
  • 1 xícara (chá) de óleo – mais uma pequena quantidade de óleo para untar a fôrma
  • 1 e ½ xícara (chá) de leite
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo – mais uma pequena quantidade de farinha para untar a fôrma
  • 1 colher (sobremesa) de fermento
  • Sal a gosto
  • Recheio a gosto – vegetais, atum, cogumelos, queijo, presunto, entre outros.

Modo de Preparo:

  1. Acrescente todos os ingredientes no liquidificador e bata até que fique em uma consistência homogênea.
  2. Despeje a massa em uma fôrma untada com farinha e acrescente o recheio que desejar.
  3. Leve a um forno preaquecido e deixe assar por 30 minutos ou até dourar.

5. COCADA MOLE

Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 xícara (chá) de coco ralado fresco
  • 1 e ½ xícara (chá) de leite
  • 1 colher (sopa) de manteiga

Modo de Preparo:

  1. Em uma panela em fogo médio, acrescente o leite condensado, o leite, a manteiga e o coco ralado.
  2. Vá mexendo bem a mistura com uma espátula até que a cocada comece a soltar do fundo da panela.
  3.  Transfira a cocada para outro recipiente e deixe esfriar antes de servir.

Gostou das nossas dicas de receitas para iniciantes? Então fique sempre de olho no Blog Assaí para estar por dentro das melhores dicas e novidades para o seu dia a dia!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Dicas para guardar objetos e ter uma cozinha planejada

Hora de inovar na decoração e organizar objetos para uma cozinha planejada

Você gosta de cozinha organizada e planejada? Além de facilitar na hora de preparar refeições no dia a dia, ter panelas e utensílios sempre à mão pode ajudar a otimizar espaço e melhorar a decoração do ambiente.

 

PANELAS

Uma dica para quem tem cozinha pequena é pendurar as frigideiras e panelas mais leves em ganchos na parede. O efeito é supermoderno e pode liberar espaço nos armários para caçarolas mais pesadas, panelas de pressão e outras.

 

UTENSÍLIOS

Outros objetos que ficam bem suspensos são espátulas de metal, escumadeiras, raladores e conchas. É melhor guardar panelas com tampas em armários para não correr o risco de cair ou causar acidentes.

 

ELETRODOMÉSTICOS

Uma opção mais em conta e que pode ajudar a aumentar o espaço na cozinha são bancadas ou prateleiras para guardar potes maiores e equipamentos eletrônicos que você usa de vez em quando, como liquidificadores, batedeiras, mixer e outros aparelhos.

 

TEMPEROS

Tem muitos temperos? Coloque-os em potinhos do mesmo tamanho e monte um módulo só de temperinhos para deixar ao lado do fogão e tê-los sempre à mão.

 

COPOS E TAÇAS

Se você tem muitas taças e copos para receber amigos em casa e servir toda a família, que tal também pendurá-las na parede? Você encontra esses suportes de taças em lojas de construção ou decoração, e ficam muito charmosos para enfeitar a cozinha.

 

FACAS

É preciso ter muito cuidado com a escolha do local onde colocar as facas. Tenha certeza de que estarão em local seguro, longe de crianças e bem guardadas para você não correr nenhum risco na hora de pegá-las.

Para isso, existem cepos muito bonitos para guardar jogos de facas e algumas proteções de lâminas para evitar acidentes domésticos. Se não tiver o suporte de facas adequado, guarde-as no fundo da gaveta com o máximo de cuidado.

 

Depois que estiver tudo bem organizado, fica muito melhor de cozinhar e você ganha tempo em casa, além de ficar com a cozinha linda!

Continue acompanhando as novidades do Blog Assaí e conferindo mais dicas para o seu dia a dia ficar ainda mais fácil. Até a próxima!

Você também pode
gostar de:

Subscrever RSS - cozinhar