Conteúdo principal

uniformes de futebol antigos

Compartilhe

A evolução dos uniformes de futebol

Dos tecidos de brim às estampas mais diferenciadas: confira a evolução dos uniformes de futebol!

O futebol é um esporte com diversas regras, jogadas exclusivas e também muita tendência à moda. É isso mesmo! No que diz respeito aos uniformes de futebol, encontramos uma variedade de tecidos, estampas e estilos surgindo ao longo dos anos.

 

OS UNIFORMES DE ÉPOCA

Logo quando surgiu a modalidade esportiva, na Inglaterra, por volta de 1870, havia um padrão simples e minimalista para diferenciar as duas equipes em campo, apenas com alternância de cores sólidas e, de preferência, opostas.

Isso facilitava a visualização dos atletas em campo e também para a arbitragem, que podia ver com maior clareza os lances e as jogadas a distância.

 
 

FASE 1 - CAMISA POLO DE MANGAS LONGAS

No começo da década de 1910 até a de 1940, os uniformes começaram a apresentar confecções um pouco mais nobres, com cortes semelhantes aos da alfaiataria e camisas e calções de brim (uma mistura de linho e algodão, mais pesada e quente).

Quanto ao design, por se tratar de um esporte europeu, era comum o uso de camisa polo com colarinho e mangas longas, a fim de proteger ao máximo do frio, além de calção branco padrão, com comprimento até os joelhos.

Não havia variação de estampas ou de costuras, apenas cores distintas – mais uma vez, com o intuito de separar bem os times adversários. No entanto, os tecidos em brim dificultavam bastante a mobilidade dos atletas, pois, conforme a partida acontecia, o suor acumulado fazia com que os trajes ficassem pesados. 

 

FASE 2 - CAMISA COM GOLA EM “V” E SEM MANGAS

Para aprimorar a performance em campo, as equipes começaram a desenvolver modelos mais funcionais e investiram em um design mais “tropical” ao redefinir o comprimento das camisas e o tecido utilizado.

Em 1954, muitas seleções surgiram com uniformes reestilizados durante a Copa do Mundo, como o time da Inglaterra, da Hungria e do Brasil, que usaram camisas com gola em “V”, mangas curtas e calções acima dos joelhos.

Além disso, o brim deu lugar a um algodão com fibra mais leve, que melhorava o conforto dentro e fora de campo.

 

FASE 3 - POLIÉSTER E PATROCINADORES

Na década de 1980, começou uma nova era não só para os uniformes de futebol como, também, para a moda esportiva. As camisas e os calções ganharam formas mais anatômicas, produzidos com algodão e poliéster (que absorve melhor o suor e melhora a respiração da pele), além de cores mais vibrantes, com uma versatilidade maior.

Durante a Copa de 1994, ano em que o Brasil garantiu o tetracampeonato, a FIFA estabeleceu também um novo padrão para os uniformes, que virou regra a partir de então. As camisas de dry fit (novo tecido criado) deveriam estampar o nome e o número de cada jogador.

As mudanças surtiram efeito não só em campo, mas também na torcida em geral e nos visionários da moda esportiva em todo o mundo. 

Muitas empresas começaram a utilizar os uniformes vestidos pelos jogadores como um outdoor ambulante, estampando seus logos nas peças e criando um merchandising – em outras palavras, patrocínio.

A variedade de uniformes também começou a cair no gosto popular e grandes marcas começaram a produzir camisas e conjuntos esportivos para os fãs e torcedores dos times.

Com mais abertura para a criatividade e a personalização de peças, os uniformes começaram a ser desenvolvidos tendo em mente também o consumidor final, com cores alternativas, modelos diferenciados e peças feitas inclusive para o público feminino.

Graças à paixão por torcer e ao mercado crescente, cada vez mais as equipes começaram a desenvolver peças exclusivas para os fãs do esporte, como forma de expandir sua marca própria e também deixar o esporte ainda mais popular em todo o mundo.

Ter uma camisa do seu time do coração tornou-se um desejo de consumo de muitos e, mesmo que não seja para usá-la em jogo, o que vale é torcer uniformizado da arquibancada ou de casa.

Atualmente, existe uma grande variedade de tamanhos, cortes, tipos de tecido, cores e personalizações dessas peças. Cada time desenvolve o seu próprio uniforme pensando no desempenho e no estilo de sua equipe.

Isso mostra que o futebol não é apenas um esporte: é, ainda, um estilo de vida e uma verdadeira paixão para quem gosta de acompanhar seu time do coração.

É por isso que, neste Brasileirão Assaí 2021, todos podem acompanhar as novidades a cada rodada em um arquibancada diferente. 

O portal Assaí Dá Jogo dá um show de interatividade e você confere tudo o que rola no campeonato em tempo real. Nele, é possível conferir desde a tabela oficial de jogos completa até curiosidades sobre o esporte.

Ainda não conferiu? Então é só acessar www.assaidajogo.com.br e torcer com a gente!

 

Você também pode
gostar de:

Subscrever RSS - uniformes de futebol antigos