Conteúdo principal

volta às aulas

Compartilhe

Como manter as crianças com atividades de férias em casa

Veja como entreter os pequenos para aproveitar ainda mais as férias em casa

Suas crianças vão passar as férias em casa… e agora? Se você já se perguntou como mantê-las ativas enquanto o período de aulas não começa e quer dicas para passar melhor o tempo junto com os pequenos, fique conosco!

Vamos falar sobre algumas atividades fáceis de praticar e que podem contribuir para o progresso dos seus filhos mesmo fora da escola, ajudando na capacidade motora, no raciocínio lógico e na relação com outras crianças para que eles cresçam ainda mais preparados para o mundo lá fora.

É possível passar o tempo em casa com a família e com tarefas diferentes para estimular a criatividade e manter o ritmo enquanto as crianças estiverem “off” do período letivo.

Veja só algumas ideias para você colocar em prática na sua casa:

 

ATIVIDADES ARTÍSTICAS

Comece oferecendo alguns materiais de pintura e desenho para que as crianças possam colorir e desenvolver um processo criativo já no início das férias. Você pode se juntar à brincadeira ou propor algum jogo, como adivinhar qual é a figura, desenhar o mesmo objeto ou contar uma história por meio de imagens.

Peça para que elas desenhem o cartoon (desenho animado) preferido delas ou deixe-as experimentarem materiais novos, como tintas à base d’água, pincéis, utensílios com texturas diferentes, cola e tesoura para compor figuras – e por aí vai. Você pode experimentar todas essas atividades ao ar livre para deixar o momento ainda melhor e evitar também muita sujeira dentro do seu lar.

 
 

RECEITAS COM AS CRIANÇAS

Existe jeito mais gostoso de passar o tempo em casa do que cozinhando algo delicioso com as crianças?

Dessa forma, elas aprendem desde pequenas a importância dos alimentos, sabores diferentes, como se preparam alimentos simples e como construir memórias afetivas na cozinha com pais, irmãos, avós e pessoas da família.

Peça para elas ajudarem você em tarefas rápidas, como a lavagem ou a separação de ingredientes, e em outras um pouco mais elaboradas, colocando a mão na massa para fazer bolos, biscoitos e outros pratos que sejam fáceis de preparar.

 
 

ESTIMULANDO O RACIOCÍNIO LÓGICO

Aqui, entra a parte mais desafiadora e estimulante para o cérebro dos pequenos. Alguns jogos de videogame são conhecidos por desenvolver a coordenação motora e o raciocínio lógico das crianças, mas dá para deixar esse processo ainda mais interativo durante as férias tirando um pouco elas da frente da TV.

Para isso, leve-as para a sala ou um ambiente mais amplo e proponha brincadeiras em grupo com um desfecho mais complexo, como mímicas, jogo de adivinhação, jogos da memória, Stop (com categorias e rodadas que contenham palavras que comecem com uma letra “x”, por exemplo), baralho, dominó, quebra-cabeças, entre outras. Elas vão se divertir muito com as pérolas de todos os que participarem e também vão aprender novas palavras, mecânicas e estilos de jogo!

 

PLANTANDO SEMENTES

Que tal fazer um vasinho de plantas com as crianças para que elas criem algo diferente nestas férias? Separe o material de jardinagem e plante uma muda de sua preferência para que elas acompanhem o crescimento, mesmo que seja um pé de feijão.

O resultado vai surgindo ao longo dos dias… elas vão adorar ter uma plantinha nova para cuidar!

 

SESSÃO FAMÍLIA À NOITE

E que tal reservar um tempinho só para vocês? Nada melhor do que, depois de um dia cheio, reunir-se com a família no sofá de casa ou todo mundo na cama para assistir a um filme ou série especial!

Deixe esse momento ainda mais especial com os alimentos que eles adoram na hora da sessão-cinema, como pipoca, balinhas, chocolate, pizza e refrescos. Isso pode se tornar uma tradição bacana durante o ano todo e, por meio de filmes e séries, as crianças aprendem histórias e conceitos importantes para levar ensinamentos adiante.

 

Viu só como as férias em casa podem ser proveitosas e muito divertidas com boas ideias para entreter as crianças – e até adultos?

Esperamos que você tenha gostado das dicas e coloque uma nova rotina de atividades em prática enquanto os pequenos não voltam à escola.

Continue acompanhando mais novidades e conteúdos exclusivos para o seu dia a dia no nosso Blog. Siga também o Assaí Atacadista nas redes sociais e no site!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Como se preparar – e preparar as crianças – para o retorno às aulas

Confira nossas dicas para lidar de maneira tranquila e positiva com a chegada de mais um novo ano letivo

O período de volta às aulas traz grandes mudanças na rotina, tanto para os pais quanto para as crianças. Para os pais, é o momento de comprar/organizar o uniforme e o material escolar dos pequenos, pensar na logística do “leva e traz” e, também, no lanche que os pequenos farão durante o recreio.

Já para as crianças, esse momento envolve toda a animação e ansiedade de encarar os novos desafios que vêm pela frente e os novos aprendizados que virão pela frente e, é claro, de rever os amigos e conhecer colegas novos.

Para lidar com o friozinho na barriga que vem com esse período, separamos algumas dicas que vão ajudá-lo a encarar a volta às aulas de maneira mais tranquila, ajudando-o a curtir esse momento.

CONVERSE COM O PEQUENO, ESTIMULANDO O DIÁLOGO

Antes de as aulas voltarem, aproveite para sentar e conversar com a criança para que, juntos, vocês reorganizem as suas rotinas. Aproveite esse momento para estreitar esse relacionamento com o pequeno. Assim, caso ele enfrente alguma dificuldade na escola, ele saberá que pode recorrer a você e que, juntos, vocês enfrentarão esse desafio.

ORGANIZE-SE E INCENTIVE A ORGANIZAÇÃO DAS CRIANÇAS

A melhor forma de educar uma criança é ensiná-la por meio do exemplo. Assim, para ajudar o pequeno a ser organizado e disciplinado e a manter as suas obrigações em dia, é importante que ele veja que você também segue uma rotina e tem disciplina com os seus afazeres.

É legal definir uma rotina de atividades a serem feitas durante a semana, separando o tempo para brincadeira e o tempo para estudos. Tanto você quanto a criança devem dar importância a essa organização e segui-la, sem que isso seja algo negativo. Muito pelo contrário! Que tal aproveitar esse momento para estreitar o relacionamento familiar?

Outra ação legal que pode ser incluída nesse “calendário semanal” é a leitura em conjunto. Estimular o hábito de leitura desde cedo é algo muito importante para o desenvolvimento das crianças e, ainda, você também adicionará essa ação à sua rotina. Ambos saem ganhando!

P.S.: apesar de o calendário semanal e a organização serem extremamente importantes, é fundamental saber dialogar e ser flexível caso surjam outras prioridades e eventos durante a semana. Essa organização não é uma punição e, sim, uma forma de desenvolvimento. Isso deve ficar claro para a criança. 

DÊ ATENÇÃO À PRIMEIRA SEMANA DE AULA

Apesar de não serem passados muitos conteúdos durante a primeira semana de aula, é nela que os pequenos poderão “conhecer o território” da escola – seja uma escola nova ou até mesmo a antiga. Isso porque, mesmo se tratando da escola antiga, a passagem de um ano letivo para outro traz consigo mudanças importantes na vida das crianças. Normalmente, é exigido um nível maior de disciplina, atenção e comprometimento conforme os alunos amadurecem.

Além de ser importante para ajudar os pequenos a pegar o ritmo do novo ano letivo, a primeira semana de aula também ajuda os pais a se ajustar aos horários da escola, de forma que eles podem programar a sua rotina conforme o horário de saída e de entrada do colégio.

TENHA UM BOM RELACIONAMENTO COM A ESCOLA E COM OUTROS PAIS

É importante que os pais estejam sempre atentos às atividades que acontecem na escola. Por isso, devem ficar de olho na agenda das crianças e manter um contato próximo com a coordenação e com os professores. Ainda, é legar que haja um relacionamento saudável com os outros pais de alunos da escola, pois encontros acontecerão com eles durante o ano letivo durante festas e eventos.

Os outros pais também estarão enfrentando os mesmos desafios que você, então, pode ser legal manter esse relacionamento para dividir angústias, sanar dúvidas ou encontrar soluções que possam estar incomodando os pequenos.

ENTENDA O SEU PAPEL NA EDUCAÇÃO DA CRIANÇA

Pais e responsáveis são parte fundamental no processo de educação das crianças. Por isso, é importante que os adultos estejam presentes e dispostos a ouvir e a ajudar os pequenos, auxiliando-os a sentirem-se mais seguros e confiantes. Esta é uma fase essencial no desenvolvimento das crianças e ela requer cuidado e atenção dos adultos.

Por isso, mantenha sempre o diálogo aberto e incentive o pequeno a lhe contar como foi o dia dele, quais foram as atividades que ele fez na escola, o que ele aprendeu, entre outros. Mostre interesse naquilo que ele está dizendo, faça perguntas, demonstre que, para você, é importante estar “por dentro” das coisas que são importantes para a criança. Assim, ela saberá que pode sempre contar contigo.

Agora você já está mais preparado para encarar o período de volta às aulas com mais tranquilidade e segurança. Gostou? Então continue acompanhando o Blog Assaí para conferir muitas outras dicas e informações para o seu dia a dia!

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Volta às aulas: opções de lanches saudáveis para as crianças

Com o estímulo certo, os pequenos comem lanches saudáveis e ainda se divertem

Como as crianças estão em fase de desenvolvimento, o organismo exige um equilíbrio de nutrientes essenciais. Por isso, é importante pensar em opções de lanches saudáveis para os pequenos levarem na lancheira.

Alimentos geralmente vendidos nas cantinas, como biscoitos salgados ou doces, refrigerantes, sucos de caixinha, salgadinhos fritos ou até mesmo aqueles assados não são ideais para a alimentação diária do seu filho.

Nessa fase, é preciso ter uma alimentação equilibrada, completa e variada. E os lanches preparados em casa são as melhores alternativas, pois são muito mais saudáveis. Para ajudá-lo nessa tarefa, O Blog Assaí selecionou algumas dicas de alimentação para você combinar alimentos e montar opções de lanches muito mais nutritivos:

Lanche completo

Para uma lancheira completa, coloque uma fonte de carboidrato (mandioca, barrinha de cereal, pão caseiro, frutas), de proteína (queijos, carnes e ovos) e outra de micronutrientes, presentes nas verduras, legumes e frutas.

Otimize o tempo

Prepare os alimentos com antecedência e congele-os. Segundo os nutricionistas, em geral, é possível resfriar ou congelar a maioria deles sem perder seus nutrientes essenciais.

Veganas ou vegetarianas

Também incentive as opções veganas e vegetarianas, como milho cozido, batata cozida em rodelas e pães artesanais com fermentação natural. Para acompanhar, aposte na água de coco e sucos orgânicos. E fuja dos embutidos!

Opções

Selecione opções coringas ricas em nutrientes, como as pastas de amendoim para recheios, que são fáceis de fazer e ricas em vitaminas e minerais. Elas podem compor a lancheira acompanhadas de pães caseiros de beterraba ou mandioca, por exemplo. 

 

Quer encontrar receitas saudáveis para incrementar o cardápio? Acesse o Blog Assaí e fique por dentro de diversas opções!

Você também pode
gostar de:

Subscrever RSS - volta às aulas