Conteúdo principal

venda de alimentos

Compartilhe

Como montar um kit de festa e aumentar suas vendas

Oferecer um kit completo, com salgadinhos, doces e bolo, pode ser um ótimo negócio

É tempo de aniversário, por isso, vamos falar com você que trabalha com alimentos e quer uma opção lucrativa e fácil de montar, como o kit de festa!

Trata-se de um cardápio completo voltado para comemorações (normalmente de aniversário), com salgadinhos, docinhos, bolo e até bebidas. A ideia é vender tudo junto para que os clientes tenham mais praticidade ao organizar a festa sem abrir mão da qualidade e do sabor.

 

COMO MONTAR UM KIT DE FESTA

Cada empreendedor tem a sua estratégia de negócio para montar o cardápio e selecionar o seu kit de festa, mas vamos ajudar quem não sabe por onde começar e quer dicas descomplicadas.

Bem, como o aniversário e grandes comemorações giram em torno de um belo bolo, você pode começar por ele. Faça uma lista dos sabores mais pedidos e elabore decorações simples para que ele seja entregue a tempo, já que os kits têm muitos itens. Além disso, o tamanho do bolo pode ajudar a definir o volume e o valor do seu kit de festa.

Geralmente, as opções são separadas em “P”, “M” e “G” ou kits para “X” pessoas. Você pode definir os preços dos kits e as quantidades com base no tamanho do bolo e na proporção de salgadinhos e docinhos.

Por exemplo, um combo com 1 bolo pequeno (na média de 1 kg) + 50 salgadinhos + 50 docinhos será o kit “P”. Quanto maiores as quantidades, maior o preço.

Além disso, muitos negócios já incluem bebidas em seus kits, como refrigerantes de 2 litros, mas você pode oferecê-las como brinde caso o cliente compre um kit de festa “G” ou em condições especiais.

Aí entra a sua criatividade e sua estratégia de negócios, mas não se esqueça de sempre focar na qualidade dos produtos e pensar em toda a logística para que o kit chegue perfeitamente no dia da festa.

 

DICAS PARA UM PEDIDO DE QUALIDADE

Como o kit de festa tem uma série de ingredientes, o preparo e a logística envolvidos, é importante ficar atento a todos os detalhes e se precaver, caso algo aconteça.

  • Tenha sempre uma quantidade a mais de produto em estoque (você pode usar alimentos congelados, por exemplo). Isso ajudará caso algum problema surja durante a entrega ou o cliente mude o pedido de última hora.

  • Os salgadinhos precisam ser fritos no dia e os docinhos não podem ficar muito tempo no transporte durante o deslocamento, pois o calor pode fazê-los derreter. 

  • O bolo precisa ser armazenado e transportado com cuidado para que chegue inteiro ao destino e não perca sua estrutura.

  • Utilize embalagens de qualidade para que os alimentos não amassem ou amoleçam durante o transporte, já que os salgados fritos podem soltar um pouco de óleo.

  • Você pode combinar o recebimento de uma parcela adiantada do valor do pedido para ajudar com a produção e evitar problemas com a encomenda.

 

O kit de festa é um ótimo negócio para quem trabalha com alimentos e quer aumentar o volume de vendas, seja na produção caseira ou em padarias, confeitarias e bufês.

Assim que você conseguir cair no gosto do cliente, seu negócio será referência nessa categoria e todos vão querer comemorar seus eventos com um cardápio montado por você. Que tal?

Esperamos ter ajudado a dar ideias para o seu negócio deslanchar no setor de alimentos! Aproveite o Aniversário de 47 Anos do Assaí e economize nas suas compras. Ainda, você pode participar de muitos sorteios, com a chance de mudar de vida: são mais de R$ 7 milhões em prêmios para você concorrer.

Cadastre-se no nosso site (www.aniversarioassai.com.br) e boa sorte!

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Ideias de negócios de alimentos para você começar a empreender

Quer trabalhar com alimentos? Confira algumas dicas de negócio para você investir e vender!

 

O comércio de alimentos no Brasil é um dos setores com maior índice de profissionais independentes, que começam a produzir (em sua maioria) em casa para vender aos amigos e familiares e de porta em porta até que o negócio cresça e se aprimore.

Porém, existem diversas especialidades para quem quer investir em um 

empreendimento de alimentos, em um modelo de vendas que pode ser por encomenda, com ponto físico ou comércio ambulante.

São vários perfis de negócio e também de público, que procura um serviço cada vez mais especializado e de qualidade para atender a todas as suas expectativas. 

O que vemos muito por aí são negócios familiares, que começam com uma receita de família ou uma ideia improvisada e, aos poucos, vão se tornando o sustento da casa. Outro cenário muito comum é o de profissionais que resolvem mudar de área e trocam de carreira para seguir um sonho ou vender alimentos.

Não importa de onde você vem ou aonde quer chegar: o que interessa é se dedicar e pesquisar sobre todas as possibilidades possíveis para você investir, fazer o que gosta e também oferecer algo de qualidade para os seus clientes.

 

Quer dicas de qual área seguir no setor de alimentos? Lá vão algumas sugestões:

  • Confeitaria: especialização em doces artesanais com preparação e decoração de bolos, tortas, biscoitos, sobremesas e doces finos.

  • Bares e lanchonetes: serviço de atendimento com local fixo e venda de lanches rápidos, petiscos, combos, porções e alimentos em geral para consumo imediato.

  • Restaurantes: serviço de buffet por quilo ou pratos à la carte, com atendimento em local fixo ou sistema de delivery em horário de almoço ou jantar.

  • Hot Dog: venda ambulante de lanches feitos na hora, na chapa, utilizando salsicha e diversos acompanhamentos. Pode trabalhar com delivery também.

  • Pizzaria: venda de pizzas e massas dos mais diversos sabores, com consumo e retirada no local ou entrega em domicílio.

  • Panificação: especialização em pães artesanais, massas e aperitivos com massa de fermentação natural. Pode trabalhar sob encomenda ou no sistema de padarias.

  • Marmitas: venda de refeições prontas, frescas ou congeladas, embaladas em marmitas prontas para o consumo. O sistema de delivery, nesse caso, é o mais comum.

  • Hamburgueria: venda de lanches rápidos com serviço de ambulante, ponto fixo ou delivery e produção artesanal de hambúrgueres de diversos tipos – e até no sistema de franquias em redes de fast food.

  • Salgados: venda de salgados artesanais para venda terceirizada, eventos, rede de padarias e aniversários, com foco em venda por quilo ou unidade.

  • Produtos naturais: serviço focado em artigos de produtos naturais, orgânicos, a granel, veganos, glúten free, etc.

  • Bebidas: venda de bebidas com loja de distribuição a pronta entrega ou retirada no local.

Viu só? Existem muitos modelos de negócios para quem quer trabalhar com alimentos – esses e muitos outros!

Se você planeja investir nessa área e se especializar em um setor, esperamos ter ajudado a clarear as suas ideias! Lembre-se de adquirir todos os ingredientes das suas receitas e a matéria-prima do seu empreendimento no Assaí Atacadista! 

Nossa parceria com comerciantes é grande: todo ano, fazemos um festival de preço baixo para quem vende alimentos e procura o melhor custo-benefício sempre. Continue navegando no Blog Assaí para mais conteúdos exclusivos! 

Você também pode
gostar de:

Subscrever RSS - venda de alimentos