Conteúdo principal

chocolate ao leite

Compartilhe

5 tipos de chocolate que você precisa experimentar

Descubra 5 tipos de chocolate diferentes com sabor próprio e algumas curiosidades

Você conhece muitos tipos de chocolate? Tem os mais comuns, como chocolate branco, ao leite e meio amargo, mas também existem combinações diferentes e variedades que você precisa conhecer.

Mas, antes, confira os benefícios dessa delícia e como consumir no dia a dia!

 

SOBRE O CHOCOLATE

O chocolate é feito à base de cacau, um fruto do cacaueiro, que tem suas amêndoas torradas e moídas para retirar o extrato. A quantidade de cacau é definida pelo amargor do chocolate: quanto mais cacau, mais amargo e “mais puro” é o produto.

Um chocolate ao leite, por exemplo, possui em média de 30 a 40% de cacau, com adição de açúcar, leite e manteiga. Já o chocolate branco não possui extrato em pó de cacau e, sim, a manteiga de cacau com adição de açúcar, leite e lecitina (composto retirado da gema do ovo). Por isso, não possui “cor de cacau”, mas continua sendo um tipo de chocolate!

 

BENEFÍCIOS DO CHOCOLATE

Um pedaço de até 30 g de chocolate possui aproximadamente 120 calorias. Sendo assim, o chocolate é um alimento que fornece energia ao corpo e libera serotonina (hormônio do prazer).

Além disso, consumir chocolate em quantidades moderadas (de 10 g a 30 g/dia) ajuda a promover o fluxo sanguíneo, por meio da liberação de flavonoides, e a diminuir a pressão arterial.

Você encontra diversas opções de chocolate no mercado, desde barras até bolos e receitas com chocolate de dar água na boca. Mas sabia que existem variedades diferentes de chocolate que pouca gente conhece? Veja a seguir!

 

CHOCOLATE RUBI

Recentemente descoberto, o chocolate rubi tem cor rosada e sabor intenso e é feito a partir da extração do cacau rubi, encontrado no Equador, no Brasil e na Costa do Marfim. Seu sabor é mais acentuado, com notas frutadas e levemente azedo.

Aos poucos, está sendo utilizado pela indústria aqui no país e, em breve, promete estar mais presente no dia a dia do brasileiro e em receitas deliciosas.

 

CHOCOLATE SEM LACTOSE

Criado para pessoas com restrição à ingestão de lactose, proteína encontrada no leite, o chocolate sem lactose mantém o sabor do chocolate ao leite e é menos gorduroso que o tradicional.

Pode tranquilamente ser usado em receitas para substituir o chocolate ao leite e é muito bem aceito pelos amantes do doce.

 

CHOCOLATE ORGÂNICO

O chocolate orgânico é feito à base de sementes de cacau naturalmente plantado e colhido sem qualquer aditivo químico, dispensando uso de fertilizantes, herbicidas e pesticidas.

Além disso, sua composição é totalmente orgânica, sendo que os demais componentes da mistura, como a manteiga e o leite, também são de origem orgânica. Seu sabor é mais acentuado, com notas mais fortes do grão tostado, o que revela uma qualidade muito boa, pois todos os processos são feitos com um cuidado quase que artesanal.

 

CHOCOLATE HIDROGENADO

Este tipo de chocolate leva gordura vegetal hidrogenada e resulta em um chocolate para durar mais e para ser mais barato. O sabor e a consistência são um pouco diferentes dos que o chocolate natural possui, pois é mais gorduroso e possui um sabor um pouco mais artificial.

 

CHOCOLATE COM PIMENTA

Indo para uma questão mais focada em sabor e experiência no paladar, o chocolate com pimenta revela uma combinação inusitada que deu muito certo!

Assim que o doce do chocolate ao leite é sentido na boca, vem o toque levemente ardido da pimenta para ativar as papilas gustativas e aumentar a sensibilidade. Isso intensifica o sabor e torna o chocolate menos enjoativo. Ficou com vontade de experimentar?

 

Gostou de saber um pouco mais sobre chocolate e suas variações? Uma delícia que todo mundo adora e que vai aparecer bastante nesta Páscoa!

Corra até o Assaí Atacadista mais próximo de você e aproveite as opções para você e toda a família. Presenteie com economia e faça o melhor negócio nessa data tão especial.

 

 

Você também pode
gostar de:

Compartilhe

Como temperar chocolate

Segredos e dicas para temperar chocolate

Quem trabalha com chocolate sabe o quão difícil pode ser manuseá-lo para que ele fique brilhante, crocante e com uma textura que derrete na boca. E, para conseguir esse efeito, é preciso saber temperar o chocolate corretamente.

A temperagem é basicamente um choque térmico que o chocolate leva para que ele cristalize corretamente depois de manuseado.
Para ajudá-lo nessa tarefa culinária, o Blog Assaí e a Nestlé se juntaram para explicar dois métodos de temperagem e dar algumas dicas que vão facilitar o processo.

Temperagem em Banho-maria Invertido

Para temperar o chocolate em banho-maria invertido, rale ou pique o chocolate. Em seguida, coloque em uma tigela ou panela bem limpa. Em outra panela, leve água ao fogo. Antes de ferver, desligue. Coloque a tigela com o chocolate sobre a água quente e mexa bem para o chocolate começar a derreter.

Quando tiver poucos pedaços, retire a tigela da água e continue mexendo até todo o chocolate estiver derretido. Mude o chocolate de tigela e coloque em banho-maria invertido (com água em temperatura ambiente). Mexa bem para baixar a temperatura. Para saber se esfriou, coloque um pouco de chocolate em seu lábio: se sentir que ele está frio, já está bom.

Temperagem no Mármore ou Granito

Após derreter o chocolate em banho-maria, leve, aproximadamente, ⅔ dele para uma superfície de mármore ou granito (certifique-se de que a pedra esteja limpa e bem seca). Com uma espátula de plástico ou metal, espalhe o chocolate na pedra em uma camada fina. Em seguida, junte o chocolate, usando a espátula, da borda para o centro. Repita o processo algumas vezes e faça o teste do chocolate no lábio.

Por fim, se o chocolate na pedra já estiver frio, junte-o com o restante na tigela e misture bem. Depois, é só manusear o chocolate como desejar.

Dicas

  • Para mexer com chocolate, escolha um dia em que você tenha tempo e que esteja com bastante paciência, pois essa tarefa requer muito trabalho.
  • Reserve pelo menos uma prateleira de sua geladeira para colocar os chocolates para endurecer. Evite colocar os chocolates perto de temperos e afins, pois eles são extremamente sensíveis a odores e pegam gosto de outros alimentos com facilidade.
  • Se você acabar errando na temperatura e o chocolate ficar mais frio do que o ideal, basta reiniciar o processo. Agora, se você acabar errando e a temperatura for muito alta, não tem como consertar, mas você pode reaproveitar esse chocolate em mousses, cremes e sorvetes.

Gostou desta matéria? Então compartilhe-a! E, para mais dicas exclusivas, acesse o Blog Assaí.

Você também pode
gostar de:

Subscrever RSS - chocolate ao leite