Conteúdo principal
Compartilhe

Mais inclusão, respeito e valorização: Dia do Surdo

É preciso entender o poder da inclusão e a importância do respeito aos surdos e deficientes auditivos pensando no bem-estar coletivo

 

Inclusão é não excluir e segregar, mas sim tratar todos com respeito, igualdade e com direito equivalente às oportunidades. 

Você sabia que cerca de 5% da população brasileira é surda ou possui um nível de deficiência auditiva? São mais de 10 milhões de brasileiros não ouvintes que, no geral, levam uma vida normal e correm em busca de um emprego, uma família e da conquista diária de seus objetivos.

No dia 26 de setembro, comemora-se o Dia do Surdo e é mais do que hora de darmos visibilidade a essas pessoas e declarar apoio a um mundo mais igualitário e com maior inclusão.

 

COMO SER INCLUSIVO?

Além do respeito ao ser humano, independentemente de suas condições físicas e psicológicas, existem formas de ser mais inclusivo no dia a dia, tanto para os cidadãos e a comunidade quanto para as grandes empresas, com divulgação de vagas para pessoas com deficiência, programas de inclusão junto a colaboradores e também com a tecnologia.

O Assaí Atacadista é uma empresa que se preocupa com todos e, por isso, implementamos desde 2018 em nosso site, nosso blog e no Portal Academia Assaí Bons Negócios a ferramenta Hugo Handtalk, que traduz todo o conteúdo ali presente em libras para que os usuários surdos possam ler as matérias com.

O recurso é completamente acessível e pode ser usado a qualquer momento, ao se clicar no ícone das “duas mãos”, que fica ao lado direito da tela, até o nosso personagem Hugo aparecer. Depois, basta selecionar o trecho do texto que você deseja e o avatar já começa a se comunicar em libras.

Acreditamos que é importante conscientizar sobre a necessidade de as pessoas surdas serem reconhecidas e valorizadas por suas capacidades próprias, pois elas têm talentos e potenciais como todo mundo. Contudo, ainda sofrem com a falta de oportunidades.

Por isso, se você conhece alguém que passa por isso, não aja com estranheza ou distanciamento. Pergunte como você pode ajudar e dê a atenção necessária. Existem algumas particularidades que se referem à pessoa surda. Confira:

 

NUNCA USAR 

Surdo-mudo: muitas pessoas surdas não falam porque não aprenderam – e não por possuírem algum distúrbio específico relacionado à fala. Há uma minoria de surdos que também são mudos. Por isso, esse termo é incorreto e nunca deve ser utilizado.

Para esclarecer ainda mais sobre o assunto, a Revista Assaí Bons Negócios fez uma matéria completa sobre a inclusão e valorização dos surdos em sua última edição. Você pode acompanhar o conteúdo 100% digital na nova versão online. Clique aqui.

Falar sobre o tema é o primeiro passo para promover a mudança necessária, por isso, disponibilizamos todos os conteúdos com acessibilidade e leitura pelo Hugo Handtalk pensando na necessidade de todos. Inclusive, contamos com a tradução em libras neste texto para que mais pessoas possam ler e se sentir inclusas. 

Esperamos que você tenha aproveitado a leitura e, se puder, passe adiante essa ideia para que todos possam ter contato com a realidade do surdo e ajam com respeito. Tudo por um mundo mais justo, desconstruído e unido.

Continue no Blog Assaí para mais novidades e notícias interessantes para se atualizar no dia a dia. Bem-estar, receitas, tecnologia e muito mais em um só lugar. Fique de olho e boa leitura!

 

Você também pode
gostar de:

Salada Mexicana com Doritos

Embarque em uma viagem de sabores diretamente do México com esta receita deliciosa e fácil de fazer de salada mexican

Brownie de Café com Dolce Gusto

Aproveite o dia com um delicioso brownie perfumado e macio de café Dolce Gusto Matinal.

Tapioca de Peito de Peru Com Requeijão Caseiro

Que tal uma receita de requeijão caseiro para você saborear em uma tapioca caprichada?