Compartilhe

Sebrae lança cartilha com informações sobre food trucks

Para auxiliar os empresários que têm interesse em investir em food trucks, o Sebrae elaborou a publicação "Food truck: modelo de negócio e regulamentação". Na cartilha, são abordados três principais pontos: modelo de negócio, regulamentação e relação entre ambulantes e restaurantes.

Modelo de negócio

A maioria dos veículos é formada por trailers, furgões, caminhonetes ou caminhões adaptados. Para iniciar um negócio, é necessário constituir empresa e obter concessão da prefeitura e da vigilância sanitária, que irão avaliar e autorizar o uso do equipamento. Os tipos de carros variam bastaste, em termos de modelo e de custo. O investimento pode oscilar entre R$ 50.000 e R$ 200.000, conforme a tecnologia utilizada, adequações de suspensão e freios para tolerar o peso da cozinha e os equipamentos instalados.

No planejamento, o empresário deverá levar em conta que tipo de comida deseja comercializar, que equipamentos serão necessários dentro do veículo para garantir a segurança dos alimentos vendidos, as questões relativas às partes elétrica e hidráulica, material de divulgação da marca, como adesivação e pintura e, enfim, quanto poderá investir no negócio.

Regulamentação

Considerando o aumento da oferta e da demanda por alimentação de rua de qualidade, é fundamental que a atividade seja ordenada pelo poder público. A legislação que diz respeito aos food trucks é de iniciativa municipal e, por isso, pode variar a cada município. Por enquanto, apenas três cidades do Brasil têm leis que regulamentam os food trucks: São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Além disso, os proprietários de food trucks deverão conhecer as normas sanitárias do município e do estado em que trabalham para que obtenham os parâmetros exigidos de segurança na aquisição, armazenamento, elaboração e distribuição segura dos alimentos.

Relação entre ambulantes e restaurantes

O mercado de alimentação fora do lar é disputado por diversos tipos de atividades: ponto fixo, ambulantes, caminhões itinerantes, feiras, bancas, entre outros. De acordo com a publicação, há a necessidade de regrar os trabalhos com vistas ao sucesso de todos, sem que um impacte negativamente no outro.

A ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) é a favor da legalização e regularização dos food trucks por meio de um marco regulatório. A entidade entende que os food trucks não devem ser móveis, sendo necessária a criação de uma autorização permanente para que ocupem espaços privados e, pontualmente, eventos – desde que sigam a legislação específica do município.

Você também pode
gostar de:

fundo vermelho com fita métrica relógio e prato de comida - receitas rápidas - Assaí Atacadista

4 receitas rápidas e saudáveis para comer no dia a dia

Economize tempo preparando estas receitas rápidas para comer!  

pessoas diversas conversando sobre gestão de restaurante com papeis na mesa - Assaí Atacadista

Gestão de restaurante: 8 mandamentos para o sucesso

Os conhecimentos básicos sobre gestão de restaurante estão aqui

Chá com Água Gelada: entre nessa tendência deliciosa com Leão!

Inove no consumo de bebidas, com o Chá com Água Gelada da Leão!  

Fornecedores do Assaí.

Empresas e indústrias de confiança com produtos de qualidade!