Compartilhe

Comida sobre rodas

Os food trucks, vistos como uma tendência nos Estados Unidos nos últimos anos, desembarcaram no Brasil pela cidade de São Paulo e já estão se espalhando por todo o país. Montá-los, entretanto – como qualquer outro negócio –, exige cuidados, que começam com pesquisa de mercado e planejamento.

Mas, antes de qualquer coisa, o que são, afinal, os food trucks?

A definição de César Nogueira, fundador da Food Truck Negócios, uma consultoria especializada no segmento, é clara: “É qualquer tipo de comércio de alimentos montado sobre uma plataforma de tração mecânica”. Até esse ponto parece simples, mas é só a demarcação de um negócio que sobre este eixo mecânico tem se mostrado cada vez mais dinâmico e criativo.

Legislação

Para começar a pensar em abrir semelhante negócio, é imprescindível conhecer a legislação que o rege. Como a norma é municipal, cada cidade deve ter a sua, mas até agora apenas o município de São Paulo conta com a regulamentação. Em outras cidades, como Curitiba e Belo Horizonte, ela está em aprovação.

Conceito e cardápio

Para a montagem do cardápio, conforme orienta a consultora do Sebrae, as opções devem ser restritas. “O cardápio deve ser enxuto, não dá para fazê-lo muito grande. A ideia é ter um alimento base e trabalhar com variações: um sanduíche com diferentes molhos ou um pastel com diversos recheios, por exemplo”, explica Sônia.

César Nogueira reforça a importância da definição do cardápio: “Essa é uma das mais importantes decisões que você vai tomar. O conceito de seu food truck e seu cardápio podem ser os dois maiores anzóis para pescar clientes fiéis”. Ele destaca também a importância de um cardápio restrito: “Menos pratos no menu significa menos ingredientes para comprar, menos receitas para preparar e menos oportunidades para que algo dê errado. Quando o menu é centrado em torno de alguns itens-chave, você pode concentrar seu tempo e sua energia em fazer esses pratos exclusivos de forma rápida, barata e eficiente”.

O truck

“A definição do conceito e do cardápio é essencial para saber qual será a logística do negócio e quais equipamentos ele exigirá. A grosso modo, pode-se falar em um investimento total entre R$ 45 mil e R$ 300 mil para ter seu food truck finalizado, incluindo o valor do veículo sobre o qual ele será montado”, afirma Nogueira.

Você também pode
gostar de:

lupa com hamburguer com um mapa mundial no fundo - hamburgueres exóticos - Assaí Atacadista

Hambúrgueres exóticos - uma jornada gastronômica ao redor do mundo

Descubra quais são os hambúrgueres exóticos ao redor do mundo!

fundo vermelho com fita métrica relógio e prato de comida - receitas rápidas - Assaí Atacadista

4 receitas rápidas e saudáveis para comer no dia a dia

Economize tempo preparando estas receitas rápidas para comer!  

pessoas diversas conversando sobre gestão de restaurante com papeis na mesa - Assaí Atacadista

Gestão de restaurante: 8 mandamentos para o sucesso

Os conhecimentos básicos sobre gestão de restaurante estão aqui

Fornecedores do Assaí.

Empresas e indústrias de confiança com produtos de qualidade!