Vender doces, bolos e tortas pode ser uma boa opção de negócio

Fazer doces, tortas e bolos para vender é uma boa opção para quem tem talento e deseja abrir o próprio negócio. Isso porque, além da facilidade de poder produzir em casa, a procura por esses produtos tem crescido consideravelmente nos últimos anos. Uma pesquisa da GS&MD, consultoria especializada em varejo, em parceria com o Instituto Foodservice Brasil, feita em 2015, revela que 33% dos gastos da família são utilizados para buscar alimentação fora de casa. Por isso, as pessoas têm optado pela facilidade, principalmente na hora de fazer eventos. Mesmo tendo o conhecimento de cozinha, é importante estar atento a alguns detalhes antes de comercializar os quitutes.

Inovação
É preciso buscar tudo o que há de novo na área, inovando e criando novas alternativas para os clientes. Algum tempo atrás, por exemplo, as novidades eram os cupcakes e, depois, entraram em cena os bolos de pote e o naked cake. Isso mostra como o mercado é volátil e altamente influenciado pelas tendências. Investir em cursos e acompanhar essas novidades vão auxiliar as vendas. Por isso, é preciso testar novos sabores, texturas e receitas, para oferecer produtos que estejam de acordo com as expectativas do cliente, sempre atento à novidade.

Investir em ingredientes de primeira qualidade também é um dos pontos mais importantes, pois isso será o seu diferencial, influenciando diretamente no produto final. Além disso, cuidar do visual das embalagens, cartões e panfletos contribuirá para fortalecer e identificar sua marca. É preciso focar na divulgação.

Como vender
Antes de dar início às vendas é essencial definir os objetivos. Essa etapa, conhecida como pré-venda, acontece antes de sair de casa ou abrir sua loja. Organizar bem os produtos, verificar um a um, revisar os pedidos e conferir se está tudo em ordem é uma boa dica para evitar que algo saia errado.

Entre as opções para atingir o público está trabalhar por encomendas. Dessa forma, você produzirá apenas a quantidade determinada e poderá inclusive firmar parcerias com empresas de eventos e buffets. Além dessa opção, é possível alugar um espaço para comercializar os produtos. Nesse caso, a análise do ponto de venda é essencial para determinar, por exemplo, o fluxo de potenciais compradores na região. Formalizar seu negócio, colocando a empresa no papel e contratando um contador, também será essencial para seu crescimento.

Mesmo sendo prático, esse tipo de negócio exige bastante atenção, conhecimento na área e dedicação. Vale lembrar que você sempre deve estar atento à qualidade dos produtos, por serem parte da alimentação. A indicação também é um dos diferenciais na hora da compra. Por isso, além de focar na qualidade, fidelize seus clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.